Samsung Galaxy S22 Ultra apresenta problemas no seu ecrã

Carlos Oliveira
Comentar

Embora a venda oficial do Samsung Galaxy S22 Ultra comece apenas na próxima sexta-feira, alguns consumidores já receberam a sua unidade. Não há nada melhor que receber um smartphone novo antes do tempo, mas se esse não apresentar problemas.

Infelizmente o último cenário está a verificar-se com alguns dos utilizadores iniciais do Samsung Galaxy S22 Ultra, Isto porque o novo topo de gama apresenta um problema inusitado no seu ecrã.

Samsung Galaxy S22 Ultra apresenta barras rosa no ecrã

Os relatos multiplicam-se em plataformas como o Reddit e apontam um problema indesejado nas primeiras unidades do Samsung Galaxy S22 Ultra. Em causa está o aparecimento de barras rosa no ecrã., tal como podes ver abaixo.

Samsung Galaxy S22 Ultra

A parte positiva é que estes problemas não aparentam ser generalizados. Em rigor, tal problemática surgiu apenas em variantes com processador Exynos 2200 e com algumas definições específicas do ecrã.

Os queixosos notam que estas barras surgem caso o ecrã esteja definido com a resolução Quad-HD+ (1440p) e com a configuração de cor em natural. Contudo, alguns notam que uma alteração nestas definições permite resolver a questão.

Alguns apontam como solução mudar a configuração de cor para vivida. Já outros notam que reduzir a resolução do ecrã do Galaxy S22 Ultra para Full-HD+ permite contornar este inconveniente.

Tais relatos indiciam que o problema não esteja relacionado com o hardware, ou seja, com o próprio ecrã. Poderá ser um problema com a nova gráfica (GPU) usada no smartphone, a Xclipse com tecnologia RDNA 2 da AMD.

A ser isto verdade, uma simples atualização de software poderá resolver um problema que não deveria surgir num equipamento do estatuto do Samsung Galaxy S22 Ultra. Contudo, a empresa sul-coreana ainda não se pronunciou sobre o assunto.

Caso o teu Samsung Galaxy S22 Ultra apresente o mesmo problema, experimenta as soluções indicadas acima até que uma resolução oficial seja disponibilizada. Esperemos que seja mesmo um defeito facilmente mitigável por software.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.