Samsung Galaxy S10 Lite - a autocrítica da líder de mercado Android?

Rui Bacelar
Samsung Galaxy S10 Android smartphone
O que podemos esperar do próximo topo de gama da fabricante sul-coreana.

As agências de análise de mercado como a IDC, Conterpoint, entre outras, são unânimes ao diagnosticar uma contração generalizada do mercado. Algo que já se arrasta desde o último trimestre de 2017 e que está a levar algumas fabricantes Android a repensar as suas estratégias. É aqui que entra o suposto Samsung Galaxy S10 Lite.

É sobretudo nesta preocupante situação de quebra que algumas fabricantes encontraram soluções de sucesso. Veja-se o exemplo da Huawei bem como da Xiaomi, dois faróis de esperança para este mercado cada vez mais saturado.

Vê ainda: Galaxy S8 - Ainda vale a pena comprar o smartphone?

Em primeiro lugar, à medida que 2018 se aproxima do fim, começamos a ver cada vez mais rumores sobre os Samsung Galaxy S10. Nesse sentido já se diz que vamos ter três smartphones Android desta gama de topo da fabricante sul-coreana.

Por conseguinte poderemos ter o Samsung Galaxy S10 Plus, o Galaxy S10 (versão standard) bem como a versão barata. Sim, um Samsung Galaxy S10 Lite ou quem sabe um "mini", mas para já ainda estamos a caminhar em areias movediças.

Precisamos de um Samsung Galaxy S10 Lite?

Ainda assim e apesar de ter sentido alguma repulsa ao cogitar a ideia de mais um "Lite" a inundar o mercado...neste momento pode ser algo positivo para a Samsung. Veja-se em primeiro lugar o atual ranking dos 10 smartphones Android mais utilizados em Portugal. Dados que nos chegam através da AppBrain e que nos mostram não só a popularidade dos "Lite" bem como a adopção de marcas chinesas como a Huawei. Juntando a isto a contração do mercado mundial de smartphones. Ora, rapidamente percebemos porque é que um S10 Lite pode até ser boa ideia.

Samsung Galaxy S10 Lite Android smartphone dobrável Samsung Galaxy S10 painel frontal
Se é no segmento de gama média que mais equipamentos se vendem...porque não?

Ainda assim, segundo as mais recentes informações divulgadas através do perfil de Twitter @VenyaGeskin1, o seu preço não será propriamente baixo. Todavia importa frisar que esta entidade é bastante conhecido pelo seu trabalho enquanto designer, não como leakster.

É perante toda esta fatualidade que contemplo a hipótese de termos efetivamente uma versão "budget" do próximo topo de gama Android. Um terminal relativamente mais acessível do que as versões convencionais mas que ainda assim pode custar cerca de 700€.

Todavia, a fabricante Android continua a liderar o mercado de smartphones e dispositivos móveis. Algo que me deixa com sérias dúvidas relativamente à possibilidade de diluição da linha topo de gama.

Deixarão os Galaxy S de ser os topos de gama Android da Samsung?

Isto é, continuo a achar que as marcas não deveriam banalizar o seu topo dos topos. De outra forma torna-se apenas mais um smartphone Android num portfólio mais ou menos extenso. Veja-se a Xiaomi...veja-se a Huawei...

Samsung Galaxy S10 Lite Android Samsung smartphone dobrável smartphones Android
Os smartphones dobráveis farão parte do futuro.

Ainda assim, estes dois últimos exemplos são um autêntico sucesso no que às vendas diz respeito e, por conseguinte, qual é a empresa que não busca o lucro? Ou melhor, até que ponto é que o orgulho se sobrepõe à necessidade de vender o produto?

Em suma, creio que tudo dependerá do nível de pressão enfrentado pela Samsung. Se este já for notório, não ficaria surpreendido em ver um tal de "S10 Lite", ainda que isso implique uma generalização desta linha.

Aliás, caso a marca queira tornar o smartphone dobrável no seu "verdadeiro" topo de gama, até vinha a calhar...

Editores 4gnews recomendam:

Xiaomi Mi Mix 3: Promocode baixa o preço do novo smartphone Android

Xiaomi domina venda de smartphones no 2º maior mercado mundial

Xiaomi acusada de enganar os fãs no Reino Unido…com razão de ser!

Fonte

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).