Samsung Galaxy Fold 2 será "em concha": vídeo mostra-te como será o smartphone ao detalhe

Filipe Alves
Comentar

O Samsung Galaxy Fold 2 poderá trazer uma ideologia totalmente diferente daquela que nos foi revelada há um ano com o primeiro Fold.

Os rumores referem que a Samsung apresentará um smartphone em "concha" e tem todo o fundamento se assim o fizer. Principalmente pelo grande destaque que o Motorola Razr 2019 ganhou no final do ano passado.

Este vídeo conceito mostra-nos o que esperar do Samsung Galaxy Fold 2

O vídeo é um conceito mas inspirado em todas as fugas de informação que tivemos até ao momento. Já tivemos a oportunidade de ver protótipos deste smartphone na rua.

O que o designer gráfico "Concept Creator" fez, foi basicamente reunir todas as informações do dispositivo e criar um daqueles vídeos 3D que só estamos habituados a ver no lançamento oficial dos dispositivos pela marca.

Um aspeto "concha" é o caminho a seguir

Samsung Galaxy Fold 2
Conceito por: Concept Creator e Let's Go Digital

Primeiramente, os fabricantes apostaram num smartphone que se transformava em tablet. Contudo, depois da popularidade do lançamento do Motorola Razr 2019 as coisas mudaram.

Os fabricantes (finalmente) perceberam que os utilizadores estão cansados de ter "maior e melhor". No meu caso, por exemplo, prefiro menor e melhor.

Por isso é que fiquei fascinado com o Motorola Razr 2019. Deixa-me ter a mesma ideologia dos smartphones do passado, mas com a tecnologia dos dias de hoje.

Um smartphone "em concha" é perfeito para a nova tecnologia de ecrãs dobráveis. Acredito plenamente que há utilizadores que querem smartphones que se transformem em tablet, porém, há (garantidamente) bastantes utilizadores que não se importariam de ter mais qualidade com um gadget mais pequeno.

Editores 4gnews recomendam:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.