Samsung. Alvo de fugas de informação irresistível para a China

Rui Bacelar
Estamos cada vez mais próximos de poder utilizar smartphones dobráveis.. ©Reuters

Raras são as fabricantes de dispositivos móveis Android em crescimento que não são atualmente sediadas na China. Vejam-se os mais recentes Apple chegou ao mercado.

Samsung endurece a sua postura perante o roubo de informações confidenciais

Mais ainda, por vezes até mesmo o software é fortemente inspirado no trabalho de outras empresas. Algo que afeta grandes empresas como a gigante de Cupertino ou mesmo a sul-coreana Samsung. Esta ultima acaba por ver inúmeras abordagens aos seus dispositivos móveis Android e nem mesmo agora que quer apostar nos smartphones dobráveis tem paz para o fazer. Isto é, segundo nos indica a Reuters, a Samsung está a endurecer a sua postura perante as empresas que se inspiram mais do que deviam nos seus produtos.

Caminhamos a passos largos para uma realidade que contará com smartphones dobráveis.

Ora, em primeiro lugar damos conta da abertura de vários processos, vários litígios na Coreia do Sul pela mão da Samsung. Procuram obter justiça perante a divulgação indevida de documentos da Samsung, descrevendo tecnologias e patentes desenvolvidas pela própria.

Várias fabricantes Android sediadas na China no centro da controvérsia

Em segundo lugar apontam o dedo acusatório aos supostos recipientes dos documentos em questão. Aqui sem grandes surpresas, seriam fabricantes chinesas a receber estas informações que configuram segredo empresarial.

Em terceiro lugar, neste momento tivemos um total de 9 acusações formais perante a violação do segredo empresarial. Isto é, devido a fugas de informação e venda de informações a fabricantes de dispositivos móveis Android sediadas na China.

9 pessoas citadas em processos judiciais pelas entidades sul-coreanas

A Samsung aponta também o tráfego de informações, plantas e detalhes sobre os seus ecrãs OLED, sobretudo os ecrãs flexíveis. Nesse sentido, a Samsung cita o caso concreto de uma fabricante chinesa que pagou 13.85 milhões de dólares para obter informações confidenciais.

Em suma, a Samsung vê as suas fábricas e linhas de produção na mira de rivais chinesas e outras fabricantes Android. São vários os olhos e ouvidos atentos aos seus segredos de construção e desenvolvimento de ecrãs flexíveis.

Sobretudo à medida que a indústria dos dispositivos móveis caminha cada vez mais para os dispositivos dobráveis. A Samsung está ciente disso mesmo e endurece agora a sua postura perante esta fatualidade.

O caso pode ser acompanhado aqui.

Editores 4gnews recomendam:

SwiftKey prepara-se para adicionar uma característica do Google Gboard

Google Fotos prepara novas melhorias para a aplicação Android

Google Tradutor: Finalmente o novo design chegou!

via

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.