Redmi K40 Pro+ chegará à Europa integrado na linha Xiaomi Mi 11

Carlos Oliveira
Comentar

A Xiaomi e marcas satélite possuem uma estratégia que confunde muitos dos seus fãs. Falo na decisão de lançar o mesmo equipamento em vários mercados, mas com designações diferentes.

Essa questionável estratégia será novamente aplicada com o recém-lançado Redmi K40 Pro+. Segundo o que avança um membro do fórum XDA Developers, o novo topo de gama da Redmi virá para a Europa com um nome diferente.

Redmi K40 Pro+ chegará à Europa como Xiaomi Mi 11i

One more proff that #RedmiK40ProPlus is indeed Mi 11i for Global and Mi 11X Pro for India. pic.twitter.com/6k3Wg7dyVU

— Kacper Skrzypek (@kacskrz) 15 de março de 2021

A fonte partilhou evidências de que o Redmi K40 Pro+ chegará aos mercados globais, onde se inclui a Europa e Portugal, como Xiaomi Mi 11i. Cumpre ainda salientar que o mesmo dispositivo será comercializado na Índia como Xiaomi Mi 11X Pro.

Em ambos os casos, o hardware utilizado será o mesmo do Redmi K40 Pro+, apresentado na China no final de fevereiro. Ou seja, a Xiaomi irá alargar a linha Mi 11 à custa de um modelo que a sub-marca Redmi lançou.

O Redmi K40 Pro+ é o modelo mais potente que a marca apresentou no final de fevereiro. Os grandes destaques deste modelo vão para o seu processador Snapdragon 888, a câmara principal de 108MP e pelo preço a rondar os €470, em conversão direta face ao valor praticado na China.

Redmi K40 Pro+

Redmi K40 Pro não deverá sair da China

Se, por outro lado, estiveres mais interessado no Redmi K40 Pro, é com tristeza que te informo que esse modelo não será vendido fora da China. As razões para tal não foram avançadas.

Quer isto dizer que os mercados globais serão contemplados apenas com o Redmi K40 e o Redmi K40 Pro+. Mas estes modelos chegarão às lojas sob a alçada de marcas diferentes.

O Redmi K40 Pro+ chegará à Europa como Xiaomi Mi 11i, mas o Redmi K40 será lançado como Poco F3. É esta inconsistência que deixa muita gente confusa.

Por que razão o modelo mais potente será lançado sob a chancela da Xiaomi e o modelo base pela mão da Poco? Nunca percebemos muito bem a intenção da marca com esta estratégia e provavelmente nunca entenderemos.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.