Realme 10 Pro+: passagem pela AnTuTu revela especificações muito apetecíveis antes do lançamento

Mónica Marques
Comentar

Na próxima semana, a 17 de novembro, a Realme vai lançar o novo modelo 10 Pro+ que acaba de passar pela AnTuTu.

A passagem pela plataforma acabou por revelar algumas especificações bem apetecíveis, sendo que anteriormente tinha sido já revelado o seu design arrojado com ecrã curvo.

Realme 10 Pro+ com desempenho semelhante ao antecessor na plataforma AnTuTu

Realme 9
O Realme 10 Pro+ registou um desempenho semelhante ao 9 Pro+ na plataforma AnTuTu Crédito@Realme

É na próxima semana, a 17 de novembro, que a Realme vai apresentar oficialmente o seu novo smartphone 10 Pro+. Depois de alguns teasers de promoção que levantaram já um pouco o véu sobre o terminal, a sua passagem pela plataforma AnTuTu deu mais alguns pormenores.

Um destes é que a passagem pela conhecida plataforma de benchmarking sugere que o Realme 10 Pro+ tem um desempenho semelhante ao seu antecessor Realme 9 Pro+, sendo que a pontuação obtida pelo novo equipamento assim o reflete.

O Realme 10 Pro+ conseguiu uma pontuação geral de 529.420 pontos enquanto o modelo anterior tinha obtido 505.000 pontos igualmente na avaliação geral. A pontuação de GPU é praticamente igual, mas a pontuação de CPU tem um aumento na ordem dos 6.000 pontos com o novo Realme 10 Pro+.

Especificações esperadas no Realme 10 Pro+

Agora vamos às especificações que podemos esperar ver no novo terminal Realme. Ora o 10 Pro+ vai estar equipado com um ecrã curvo, já mostrado em teasers promocionais divulgados pela empresa e que se caracteriza pela sua elegância e inovação em terminais da marca.

O mesmo ecrã terá 6,7 polegadas assim como uma resolução Full HD e uma taxa de atualização de 120 Hz. Alguns rumores apontam para que tenha também o sensor de impressões digitais embutido no painel.

No interior do equipamento vai estar o processador Dimensity 1080 da MediaTek, emparelhado com de até 12 GB de memória RAM e de até 256 GB de capacidade no armazenamento interno.

Destaque para o módulo de câmara traseira que inclui um super sensor com 108 megapixéis de resolução e estabilização ótica de imagem, auxiliado por um ultrawide de oito megapixéis e por um sensor de profundida com dois megapixéis.

Chegará a executar o sistema operativo Android 13 e será também alimentado por uma robusta bateria de 5.000 mAh. O que fica por desvendar é o preço com que vai chegar ao mercado, mas durante os próximos dias é provável que também esta informação seja revelada.

Editores 4gnews recomendam:

Mónica Marques
Mónica Marques
Como jornalista de tecnologia assistiu à chegada do 3G e outros eventos igualmente inovadores no mundo hi-tech ao longo de mais de 20 anos de carreira. Email:monicamarques@4gnews.pt