Qualcomm Snapdragon ou MediaTek? Esta é a maior fabricante mundial de SoC's

Rui Bacelar
Comentar

A MediaTek voltou a aumentar a sua vantagem sobre a Qualcomm no mercado global de processadores para dispositivos móveis. Com efeito, os seus SoC's (system on chip) têm aumentado em popularidade, algo que se traduz agora no volume global de vendas.

Segundo dados divulgados nesta terça-feira (7) pela agência de análise de mercado Counterpoint Research, a vantagem da MediaTek sobre a Qualcomm essencialmente duplicou entre trimestres. Atualmente a MediaTek conta com 43% de quota de mercado.

A MediaTek volta a aumentar a sua vantagem sobre a Qualcomm

MediaTek Helio 5G

A MediaTek tem feito manchetes com o seu crescimento gradual ao longo do último ano, quando, por exemplo, se tornou na maior fabricante em 2020 apurando-se o volume de chips vendidos. Entretanto, esta tendência continuou a registar-se.

Ao que aponta agora o novo relatório da Counterpoint Research vindo atestar o crescimento exponencial da MediaTek. Assim sendo, longe de ser um golpe de sorte, o novo recorde alcançado pela fabricante sediada em Taiwan, é sim, fruto da sua estratégia.

A especialização em processadores de gama média, entrada e algumas ofertas de gama alta, todas com preço competitivo. Em síntese, foi o preço aliado à qualidade dos produtos que levou cada vez mais fabricantes de dispositivos móveis a optar pelas suas soluções. Agora, com os resultados do segundo trimestre apurados, a empresa taiwanesa tem motivos para celebrar.

A MediaTek tem 43% de quota de mercado, a Qualcomm tem 24%

MediaTek Qualcomm
Distribuição do mercado global de processadores. Crédito: Counterpoint Research.

O colosso norte-americano Qualcomm continua a perder terreno face à asiática MediaTek. Aliás, o mesmo pode ser dito de virtualmente as demais concorrentes com a exceção da Apple e da UNISOC que mantiverem e / ou aumentaram a sua quota de mercado, respetivamente, durante o segundo trimestre de 2021.

Mais concretamente, a MediaTek apurou uma quota de mercado de 43% no segundo trimestre de 2021. No trimestre anterior a fabricante taiwanesa registara 35%. Entretanto, a norte-americana Qualcomm registou agora 24%, uma quebra face aos 29% registados no primeiro trimestre de 2021.

No que lhe concerne, a Apple permanece estável em terceiro lugar com 14% de quota de mercado graças aos seus chips para iPhone, iPad e iMac. Logo em quarto lugar, a UNISOC também cresceu de 4% para 9% neste último trimestre.

Em quinto lugar encontra-se a Samsung atualmente com 7% de quota de mercado, uma quebra face aos 12%. Por fim, temos a HiSilicon da Huawei que contrai acentuadamente de 16% para uns residuais 3% de quota de mercado.

O sucesso da MediaTek deve-se à crescente popularidade dos smartphones 5G

MediaTek Qualcomm
Volume global de smartphones 5G vendidos no 2.º trimestre de 2021 vs 2020.

A Counterpoint refere que entre os fatores que justificam o crescimento da MediaTek está a sua aposta no segmento de entrada e gama média. A tecnológica desenvolveu vários processadores acessíveis e/ou com preços competitivos que, desde então, foram adotados em massa por fabricantes como a Xiaomi, Realme, Oppo, bem como a própria líder Samsung.

Foi, assim, esta aposta concentrada na faixa mais popular de mercado - os telefones bons e baratos - que coloca agora a MediaTek confortavelmente acima da Qualcomm. Por outro lado, a Qualcomm foca-se sobretudo no segmento premium e high-end.

Mais ainda, o desempenho da Qualcomm terá sido afetado pela atual escassez de componentes e chips, ao passo que a MediaTek conseguiu, de alguma forma, contornar melhor estas restrições.

A aposta no 5G pauta tanto a Qualcomm como a MediaTek

Atualmente é a Qualcomm quem detém mais processadores 5G no mercado (SoC's com modem 5G). Mais concretamente, 55% na tecnológica norte-americana e 30% da MediaTek, com ambas as fabricantes a aumentar a sua quota de mercado.

A MediaTek sempre primou pelos processadores mais baratos. Todavia, a sua reputação no mercado não se comparava à da Qualcomm, algo que tem vindo gradualmente a mudar com as recentes gerações de chips Helio, por exemplo.

Por outro lado, a fabricante de Taiwan afirmou que nos seus planos está uma aposta forte no segmento premium. Algo que deverá ser apresentado ao público já no início de 2022.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.