PS5: há nova esperança para quem quer personalizar a consola!

Abílio Rodrigues
Comentar

Uma das coisas que deixou as pessoas mais entusiasmadas aquando do lançamento da PlayStation 5 foi a possibilidade de facilmente retirar as faceplates para aceder ao interior da consola, com todo o potencial que isso mostrou para o desenvolvimento de edições especiais.

Rapidamente começaram a surgir empresas que prometiam chassis com os mais variados designs e materiais, mas com a mesma velocidade as suas intenções foram deitadas por terra pela Sony. Agora, surge a conhecida marca de skins dbrand, que em tom desafiador se propõe a oferecer aquilo que a Sony tarda em conseguir.

Sony quer ser a única a fabricar faceplates para a PS5

Em novembro passado, a companhia nipónica deu cabo dos sonhos da PlateStation5, uma empresa que tinha como objetivo dedicar-se ao fabrico de chassis personalizados para a nova consola da Sony.

Na altura a marca alegou que os seus direitos de propriedade intelectual se estendem também às faceplates da máquina de jogos, ameaçando o pequeno negócio com um processo judicial caso não desistissem das suas intenções.

A verdade é que até agora a Sony ainda não se pronunciou sobre os seus planos para oferecer aos consumidores uma alternativa aos painéis brancos da PS5, que não são do agrado de todos. A procura por alternativas é grande, e parecem não faltar interessados em abraçar este nicho de mercado.

dbrand não tem medo dos advogados da Sony

Quem não parece intimidada pelas ameaças da Sony é a dbrand, uma marca conhecida por oferecer skins e acessórios de qualidade para os mais variados produtos, com ênfase especial nos smartphones.

Através das suas redes sociais a marca comunicou em tom desafiador que vai começar a fabricar em massa um vasto conjunto de faceplates para a PS5, começando por chassis em preto mate.

A dbrand pede ainda paciência aos fãs, indicando que apenas colocará o produto à venda no início de 2021, quando tiver stock suficiente no seu armazém. Com previsões de procura maior que a oferta, é também referido que existe forte probabilidade de existirem ruturas de stock numa fase inicial.

Resta saber como vai reagir a Sony a esta intenção da dbrand, mais ainda depois da empresa sediada no Canadá ter desafiado a gigante japonesa a avançar com um processo em tribunal como fez no passado.

Editores 4gnews recomendam:

Abílio Rodrigues
Abílio Rodrigues
Apaixonado por tecnologia desde que montou o seu primeiro computador, continua em fase lua-de-mel com tudo o que envolva um processador e permita umas sessões videolúdicas.