Primeiro vídeo da activação por voz "Hey Cortana" revelado

Filipe Alves

cortana

A Google implementou algo completamente novo no mercado móvel com o: "Ok Google Now", a Motorola foi sem dúvida aquela que melhor trabalho fez nesse aspecto, com um pequeno processador dedicado e com a possibilidade de "estar sempre a ouvir" à espera que aquelas 3 palavras fossem referidas.

A verdade é que só quem tem um Motorola Moto X saberá o quanto isto é uma vantagem relativamente aos outros modelos com o assistente de voz apenas com clique.Estes assistentes de voz são cada vez uma realidade mais normal e a qualidade tem vindo a ser demonstrada com o tempo.

Curiosidade: Vale a pena comprar um WindowsPhone para o Natal?

A Cortana, assistente de voz da Microsoft é uma das minhas preferidas. A menina consegue dar uma magia mais interessante, com um toque pessoal que na minha opinião só lhe dá favoritismo.

Temos vindo a presenciar uma subida da Microsoft e a cada dia que passa vemos a empresa a conquistar mais mercado de uma forma sustentável e capaz.

Desta vez temos aqui um vídeo (Vídeo 1) que mostra a Cortana a funcionar com ativação por voz "Hey Cortana". Ao dizer estas duas palavras o assistente de voz irá identificar que necessitas da sua ajuda.

Numa altura que existem falta de soluções no design móvel, vemos as marcas a olhar para o pormenor e a aumentar a qualidade de serviço. Num dos vídeos que presenteamos no nosso Youtube (Vídeo 2), fizemos uma comparação entre os 3 assistentes de voz mais utilizados e a Cortana foi a que mais se destacou, conseguirá com isto dar mais uma razão para as pessoas preferirem o Sistema Operativo da Microsoft?

Talvez queiras ver:

Queremos saber a tua opinião sobre este assunto por isso fica livre de comentar abaixo. Clica aqui para saberes como ajudar a 4GNews!

Nós e os nossos meios de comunicação!

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.