PlayStation 5 tem queda nas vendas no início de 2022

Bruno Coelho
Comentar

Desde o seu lançamento, em novembro de 2020, a PlayStation 5 sofreu na pele os efeitos da pandemia na escassez de componentes. Por isso mesmo, esta tem sido vendida sempre com stock bastante limitado.

Agora que o primeiro trimestre de 2022 findou, a consola regista uma queda nos números de vendas segundo a Sony. A empresa nipónica revelou os números referentes ao primeiro trimestre de 2022. Neste período, conseguiu enviar apenas 2 milhões de consolas PS5 para lojas globalmente.

PS5 tem 19,3 milhões de unidades vendidas em todo o mundo

Comparando com o período homólogo de 2021, este é um número inferior. Nessa altura a Sony registava 3,1 milhões de envios. Os números gerais não fazem a empresa sorrir. São 19,3 milhões de unidades vendidas da PS5 em todo o mundo.

PS5

Este é um número que ainda não faz sombra à PlayStation 4 que, embora tenha quase 10 anos de vida, continua a vender. Só nos primeiros 3 meses de 2022, a Sony enviou para as lojas 100 mil unidades destas consolas.

PS4 chega aos 117,2 milhões de unidades vendidas

No entanto, os números descem consideravelmente face ao período homólogo de 2021. Nessa altura a PS4 registaria 900 mil unidades enviadas em 3 meses. No total, a consola da anterior geração já tem 117,2 milhões de unidades vendidas.

A Sony revelou ainda uma descida no número de subscritores do serviço PlayStation Plus. No final de março registava 47,4 milhões, sendo que há um ano tinha mais 200 subscritores no serviço.

Só durante o último trimestre terão sido vendidos mais de 70,5 milhões jogos tanto da PS5 como da PS4. Neste caso, registou-se um aumento de 9,1 milhões face a 2021.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.