Pixel 7 é oficial e como prometido chega com Android 13

Mónica Marques
Comentar

A nova série de smartphones Pixel 7 da Google é oficial e o número 13 parece ser o da sorte para os terminais.

Os modelos chegam no dia 13 de outubro aos utilizadores e vêm a executar o sistema operativo... Android 13!

Design reciclável e ecrãs com diferenças assinaláveis

Depois de muitos rumores, eis que a nova série de smartphones Pixel da Google é, por fim, apresentada oficialmente. A conferência não trouxe muitas novidades, além do que já se sabia, mas alguns pormenores foram mais detalhados.

Ambos os modelos contam agora com um chassis em alumínio 100% reciclável, que lhes confere elegância, mas também resistência e durabilidade. Apresentam também diferenças no seu peso, o Pixel 7 regista 195,5 gramas na balança enquanto o Pixel 7 Pro é um pouco mais pesado com 212 gramas.

Mais diferenças no ecrã e desta vez significativas. Desde logo a começar no tamanho do painel, com o modelo base a exibir 6,32 polegadas uma resolução Full HD+ (ou 2400x1080 pixéis), 1.400 nits de brilho e uma taxa de atualização de 90 Hz.

Já o Pixel 7 Pro apresenta atributos mais avançados e um ecrã maior de 6,7 polegadas. O painel OLED LTPO fornece uma resolução QHD+ (3120x1440 pixéis), 1.200 nits de brilho e uma taxa de atualização de 120 Hz.

Novo processador Tensor G2 aliado a chip de segurança Titan M2

Meet #Pixel7 & Pixel 7 Pro🧠Faster & more secure with Google Tensor G2 & Titan M2 security*📷Best photo & video quality on Pixel yet🔄Sync Pixel phone, watch & buds with easePre-order now: https://t.co/3dJ8KazUA3*See video for info. pic.twitter.com/7Gx9wseLYS

— Made By Google (@madebygoogle) 6 de outubro de 2022

Tal como esperado, confirma-se que o novo processador Tensor G2 está aos comandos de ambos os modelos Pixel 7. De acordo com a Google, a Inteligência Artificial e o algoritmo de processamento de imagem estão melhorados, graças á integração do novo chip, e permitem agora novos recursos como reconhecimento de fala e tradução ao vivo.

Sempre com a premissa da segurança em mente, a Google incluiu também nesta série de smartphones Pixel o novo chip Titan M2 que torna os modelos mais resistentes a “ataques sofisticados”.

Mais: ainda este ano, garante a gigante de pesquisas, ambos os modelos vão receber uma VPN do Google One, sem custos adicionais, que que os utilizadores possam navegar com mais segurança, independentemente do browser ou aplicação usada para o fazer.

Mais autonomia de bateria para a série Pixel 7

A nova série Pixel 7 vai fornecer mais autonomia que a sua antecessora, afirma a Google. Tudo porque foram incluídos novos algoritmos de eficiência energética, assim como nova tecnologia de exibição OLED, além de o novo processador Tensor G2 ser bastante poupado no consumo de energia.

Mas para garantir que a bateria suporta utilizações exigentes, a Google equipou o seu modelo Pixel 7 Pro com uma robusta bateria de 5.000 mAh e o Pixel 7 com uma muito razoável bateria de 4.355 mAh.

Série Pixel 7 chega a executar Android 13 e tem atualização garantida para Android 14

Como não podia deixar de ser, a nova série Pixel 7 executa o mais recente sistema operativo da Google: o Android 13. A partir de agora, os utilizadores do universo Pixel 7 podem desfrutar de novos estilos e de vários recursos de personalização.

Por exemplo, podem dar uma nova cor aos ícones para que estes combinem com o seu wallpaper e, melhor, podem também atribuir idiomas diferentes a cada uma das suas aplicações.

A Google garantiu também que a série Pixel 7 será uma das primeiras a ser alvo da grande atualização de sistema operativo. Quando for tempo disso, estes terminais serão dos primeiros da lista elegíveis para a atualização para Android 14.

Pixel 7 e Pixel 7 Pro partilham sensor primário de 50 megapixéis

Still not close enough?Pinch to zoom even more and #SuperResZoom performs the same process as it does at 2x—creating a full 12MP photo that’s similar to a dedicated 10x (!!!) telephoto camera¹ 🤯#MadeByGoogle 🧵6/8¹See video for info pic.twitter.com/iojDLoGUYQ

— Made By Google (@madebygoogle) 6 de outubro de 2022

Na configuração ótica traseira, os novos modelos Pixel partilham um atributo: o sensor primário de 50 megapixéis. Mas, nas restantes especificações, assinalam diferenças significativas.

O Pixel 7 conta com um sensor ultrawide de foco fixo com 12 megapixéis de resolução. Mas o Pixel 7 Pro tem outros argumentos, como é o caso do sensor ultrawide também com 12 megapixéis de resolução, mas com foco automático para fotos macro. Conta ainda com um sensor telefoto com 48 megapixéis de resolução e zoom ótico de 5x.

Foram também incluídos novos recursos fotográficos como a funcionalidade Photo Unblur que permite melhorar imagens captadas, desfoque cinematográfico de vídeo, estabilização de som, sendo que o recurso Magic Eraser foi também melhorado.

Preço e disponibilidade

Tanto o Pixel 7 como o Pixel 7 Pro estão já disponíveis para pré-encomenda em 17 países, onde se incluem algumas regiões da Europa. A saber: Alemanha, Austrália, Canadá, Dinamarca, Espanha, Estados Unidos da América, França, Holanda, Irlanda, Itália, Japão, Noruega, Porto Rico, Reino Unido, Singapura, Suécia, Taiwan.

Na Europa, o Pixel 7 terá um preço a começar nos 649 euros enquanto o custo do Pixel 7 Pro começa nos 899 euros.

Editores 4gnews recomendam:

Mónica Marques
Mónica Marques
Como jornalista de tecnologia assistiu à chegada do 3G e outros eventos igualmente inovadores no mundo hi-tech ao longo de mais de 20 anos de carreira. Email:monicamarques@4gnews.pt