Oppo lança funcionalidade ideal para smartphones com pouca RAM

Carlos Oliveira
Comentar

A Oppo acaba de anunciar uma funcionalidade que dará imenso jeito, sobretudo em equipamentos de gamas inferiores. O objetivo é que o utilizador possa aumentar a memória RAM do seu smartphone através de software.

Esta novidade dá pelo nome de RAM+ Expansion, sendo bastante explicativa do seu objetivo. Com isto pretende-se dotar o utilizador das ferramentas necessárias para um ajuste da memória RAM disponível no seu equipamento, sem necessidade de comprar novo hardware.

Poderás alocar memória interna como memória RAM virtual

Com a RAM+ Expansion, os utilizadores terão novos poderes na gestão da memória RAM do smartphone. Nos casos em que esta se revele escassa, eles poderão socorrer-se da memória interna do equipamento.

Oppo

Não é a primeira vez que ouvimos falar numa tecnologia deste género. Aliás, o Windows e o Linux já possuem tecnologias semelhantes, portanto, se estás familiarizado com estas já sabes como tudo funciona.

Assim que a atualização em causa chegar aos smartphones Oppo contemplados, os utilizadores poderão aumentar em até 7GB a quantidade da sua memória RAM disponível. A título de exemplo, num modelo com 4GB de RAM, esta poderá subir até aos 11GB.

Será uma novidade muito apreciada em equipamentos de gama de entrada. Esta é uma gama onde, por natureza, os equipamentos são vendidos com recursos mais limitados.

Ainda assim, os utilizadores Oppo deverão fazer uma utilização racional deste recurso. Quando a memória interna começar a escassear, poderá não ser boa ideia alocar aquilo que resta como memória RAM.

Os primeiros smartphones Oppo a receber a RAM+ Expansion

  • Oppo Reno 5 Series
  • Oppo A94
  • Oppo A74

Desde logo pelo lote inicial de equipamentos contemplados, nota-se quais os principais destinatários da RAM+ Expansion. Não estão contemplados os topos de gama da marca, mas isso não inviabiliza que estes também venham a recebê-la.

Importa mencionar que os primeiros mercados a receber esta novidade serão a África do Sul e Médio Oriente. Fica, no entanto, por esclarecer quando mais mercados serão contemplados e se o lote de equipamentos compatíveis irá crescer.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.