O PC não está morto! Mercado cresceu pela primeira vez numa década

Abílio Rodrigues
Comentar

Desde jovem que me lembro de ouvir alguns "profetas" a vociferar sobre a morte do PC como plataforma, mas a verdade é que até agora isso não se concretizou. O mercado de PCs tem passado por altos e baixos, mas parece estar agora de novo na mó de cima, registando o seu primeiro crescimento significativo nos últimos 10 anos.

Segundo dados da empresa de pesquisa de mercado Canalys, foram vendidos 297 milhões de computadores em 2020, o que representa uma subida de 11% em relação ao ano anterior.

Pandemia fez disparar números do mercado de PCs

Números de Vendas de PCs em 2020 segundo a Canalys

Outras empresas avançam com registos semelhantes, como é o caso do IDC que afirma terem sido vendidos 302 milhões de PCs. A Gartner regista também que o ano de 2020 foi excelente para a indústria, que cresceu mais no ano passado do que em toda a última década.

Não restarão dúvidas de que a procura por equipamentos informáticos está claramente ligada ao atual cenário de pandemia global. A necessidade de confinamentos conduziu a um aumento da procura por mais entretenimento mas colocou também um número recorde de pessoas a trabalhar em casa.

A consequência foi um aumento dos números de vendas de desktops e computadores portáteis, para não falar dos respetivos periféricos. A tendência do ano passado pode manter-se em 2021, uma vez que parece que vêm aí novos confinamentos gerais e é possível que muita gente ceda e procure renovar os seus equipamentos.

A meio de 2020 começaram a surgir as primeiras dificuldades em comprar material informático graças às interrupções e dificuldades na produção derivadas da pandemia. A situação estará agora a regressar à normalidade possível, já que o continente asiático parece não estar a sofrer uma nova vaga de Covid-19, pelo menos com a mesma gravidade registada noutros locais do globo.

Apesar do cenário pandémico, não será de desvalorizar a procura orgânica por material informático. Cada vez mais o computador faz parte do nosso dia-a-dia, e tornou-se quase numa obrigação nos últimos anos de forma a estar permanentemente ligado à internet e ao mundo.

Mercado de PC está bem e recomenda-se

Para além de se venderem mais computadores em 2020 também assistimos ao crescimento de plataformas como o Windows 10, que passou no ano passado a barreira dos mil milhões de utilizadores.

Os MacBook da Apple registaram também uma subida nos números de vendas no último trimestre de 2020 devido ao lançamento dos portáteis equipados com processador M1.

O mundo passou nos últimos 12 meses por uma verdadeira revolução digital, com os computadores no seu centro. Talvez daqui para a frente seja usada mais cautela quando se falar da "morte do PC," que pode sofrer de alguma estagnação mas dificilmente deixará de ser uma ferramenta privilegiada dos tempos modernos.

Editores 4gnews recomendam:

  • Microsoft Surface Pro 7+ for Business oficial! O híbrido que infelizmente não é para todos
  • AMD Ryzen 7 5700G apanhado no Geekbench. Resultados impressionam!
  • Asus: Próximas motherboards ROG 'apanhadas' em imagens reais
Abílio Rodrigues
Abílio Rodrigues
Apaixonado por tecnologia desde que montou o seu primeiro computador, continua em fase lua-de-mel com tudo o que envolva um processador e permita umas sessões videolúdicas.