Nvidia anuncia Ray Tracing nas GeForce 10 e GeForce 16

Bruno Coelho

A Nvidia anunciou que mais gráficas da sua linha vão, a partir de abril, suportar raytracing. Até agora apenas exclusiva dos modelos RTX, a tecnologia vai estar disponível nos modelos Pascal e Turing. Estes últimos acabadinhos de lançar.

O anúncio foi feito por Jensen Huang, na abertura da GPU Technology Conference 2019 (GTC). As capacidades de raytracing ficam assim disponíveis para os gamers que tenham uma GTX 1080 ou estejam a pensar comprar uma GTX 1660, por exemplo. A driver chega já em abril.

Nvidia anuncia suporte de Ray Tracing nas GeForce 10 e GeForce 16

Infelizmente esta era uma tecnologia apenas ao alcance de modelos de topo (na performance e no preço). Ao oferecer suporte para a API Microsoft DXR, a Nvidia abre as portas do raytracing às massas. E tudo vai começar na sua série GeForce 10, também conhecida como Pascal.

Da GTX 1060 à GTX 1660 Ti: o Ray Tracing vai ficar disponível

A linha Pascal é bastante popular e muito utilizada. Logo, uma notícia destas valoriza quem tenha feito uma compra de uma destas gráficas. A Nvidia vai demorar um mês a soltar a driver e já anunciou quais as gráficas que iriam passar a suportar raytracing:

Nvidia anuncia suporte de Ray Tracing nas GeForce 10 e GeForce 16

  • NVIDIA Titan V
  • NVIDIA Titan XP
  • Titan Titan X
  • NVIDIA GeForce GTX 1080 Ti
  • NVIDIA GeForce GTX 1080
  • NVIDIA GeForce GTX 1070 Ti
  • NVIDIA GeForce GTX 1070
  • NVIDIA GeForce GTX 1060 6 GB
  • NVIDIA GeForce GTX 1660 Ti
  • NVIDIA GeForce GTX 1660

De acordo com a Nvidia, apesar de todas estas gráficas passarem a suportar raytracing, estarão sempre mais limitadas. Apenas terão os efeitos básicos da funcionalidade, já que só a arquitetura de uma RTX permite outros voos.

Nvidia anuncia suporte de Ray Tracing nas GeForce 10 e GeForce 16

Ou seja, os utilizadores poderão dar uso a funcionalidades como as reflexões raytracing. Contudo, iluminação global requer outro poder, que apenas uma RTX consegue suportar. Ainda assim, a driver que chega em abril não trará suporte para DLSS para estas gráficas. Esta trata-se de uma funcionalidade baseada em hardware.

O raytracing é sem dúvida uma funcionalidade bem-vinda pelos utilizadores. Valoriza quem fez a compra de uma série 10 e quem pensa comprar uma gama-média desta série 16. É bom ver a Nvidia a estender certas funcionalidades às massas. Contudo, quem comprou um modelo RTX não deve ficar muito contente com este anúncio.

Editores 4gnews recomendam:

Via

Bruno Coelho
Bruno Coelho
O Nokia 3650 foi o primeiro grande mergulho no mundo tecnológico. Se o Ultimate Team é o seu atual saco de boxe, o Macbook Pro é o melhor amigo. Escrever sobre tecnologia é o processo natural na vida de alguém que come especificações ao pequeno-almoço.