Novos recursos de saúde chegam em exclusivo ao Apple Watch Series 9 e Ultra 2

Mónica Marques
Mónica Marques
Tempo de leitura: 2 min.

A atualização watchOS 10.2, lançada agora, traz consigo novos recursos de saúde. A partir de agora, a assistente digital Siri pode responder a perguntas sobre dados de saúde nos mais recentes smartwatches da Apple.

Mas atenção, esta inovação apenas está disponível nos modelos do Watch Series 9 e no Apple Ultra 2, pois são os únicos que têm um processador capaz de realizar estas novas funcionalidades.

Novos recursos só funcionam com o processador S9

imagem do Apple Watch Ultra 2 no braço de uma pessoa
O Apple Watch Ultra 2 está disponível em Portugal por um custo de 909 euros Crédito@Apple

Atualmente, apenas os modelos Ultra 2 e Watch Series 9 estão equipados com o processador S9. Por sua vez, este chip é o único que permite que alguns dados sejam processados diretamente por estes smartwatches, sem haver necessidade de transferir informações para a nuvem. E é por esta razão que somente nestes modelos é que a Siri vai responder a perguntas sobre dados de saúde.

Numa entrevista ao site CNET, Katie Skinner, responsável sénior pela área de privacidade do utilizador da Apple, destaca que o processamento feito no próprio wearable é essencial para os recursos de saúde presentes nos produtos da empresa, por reforçar a privacidade e segurança dos dados.

A mesma responsável garante que a empresa vai continuar a “explorar tipos de dados adicionais e a oferecer mais acessibilidade aos nossos recursos de saúde através da Siri”. É legítimo supor, então, que a Apple pode surpreender os seus seguidores, acrescentando mais capacidades à sua assistente digital na linha de wearables.

Siri vai responder a solicitações sobre dados de saúde

Mas, na prática, o que chega agora de novo? Numa primeira fase, a Siri vai ser capaz de responder a perguntas sobre 20 tipos diferentes de dados de saúde nos wearables Apple Watch Series 9 e Ultra 2.

O utilizador pode fazer perguntas sobre a qualidade do sono da noite anterior, como decorreu a respiração noturna ou, em alternativa, perguntar quantos passos deu na sua caminhada.

Mas há mais. Agora, os utilizadores podem também solicitar à assistente digital que registe o seu peso, os medicamentos que toma diariamente e até dados sobre a saúde feminina (ciclo menstrual). Basta falar para a simpática Siri, deixando de haver necessidade de inserir manualmente este tipo de informações.

A cereja no topo do bolo é que a assistente digital Apple vai também conseguir responder a perguntas sobre dados recolhidos por aplicações de saúde de terceiros. Basta que estas apps estejam conectadas à aplicação de saúde dos wearables.

Como todos os dados são processados diretamente no smartwatch, a Apple considera que a privacidade e segurança dos utilizadores estão salvaguardadas.

Editores 4gnews recomendam:

Mónica Marques
Mónica Marques
Como jornalista de tecnologia assistiu à chegada do 3G e outros eventos igualmente inovadores no mundo hi-tech ao longo de mais de 20 anos de carreira. monicamarques@4gnews.pt