Ao efetuar uma compra através dos links deste artigo, o 4gnews pode ganhar uma comissão. Conheça o nosso processo de seleção de produtos.

Nothing Phone (1): compra em pré-venda a preço abaixo do anunciado em Portugal

Bruno Coelho
Comentar

Como é habitual na indústria mobile, os preços dos smartphones em Portugal levam sempre algum ‘sal’ face ao valor que é anunciado para a Europa. Por isso mesmo, o Nothing Phone (1) foi anunciado para o nosso país a começar nos 499 €.

No entanto, em fase de pré-venda, já é possível comprar o smartphone na Amazon de Espanha abaixo desse valor. A versão base de 8 GB de RAM e 128 GB de armazenamento está disponível nesta loja online por 469 €.

De realçar que esta versão do smartphone só pode ser adquirida na cor preta. No entanto, as versões acima estão disponíveis em branco e preto. Nesta loja online encontras a versão de 8 GB + 256 por 499 € e a versão de 12 GB + 256 GB por 549 €.

Sabe mais sobre preços e envios do Nothing Phone (1)

nothing phone 1

O que traz o Nothing Phone (1) de diferente para o mercado

O grande traço distintivo do Nothing Phone (1) está no seu design traseiro com a Glyph Interface. Esta é uma nova forma de comunicação por luzes que te vão dar indicações de notificações, chamadas ou estado de carregamento.

Graças à Nothing OS, está prometido o melhor do Android. Isto significa que terás uma experiência sem bloatware, e onde a marca te promete 3 anos de atualização Android e 4 anos de atualizações de segurança.

nothing phone 1

O smartphone é comandado pelo processador Snapdragon 778G+ da Qualcomm. Este foi modificado para que o equipamento consiga carregar sem fios e fazer carregamento reverso a outros equipamentos. A bateria é de 4300 mAh.

De destacar ainda o ecrã OLED de 6,55 polegadas, com taxa de atualização de 120 HZ. O terminal conta ainda com duas câmaras traseiras de 50 MP, principal e ultrawide. A câmara frontal é de 16 MP.

Sabe mais sobre preços e envios do Nothing Phone (1)

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.