NOS TV

Também vês televisão a partir da NOS TV? Hoje em dia são cada vez menos as pessoas que vêm TV, pelo menos da forma tradicional. Por forma tradicional entenda-se o estar sentado em frente à TV, seja na sala, cozinha, quarto ou qualquer outro compartimento da casa.

Da mesma forma que cada vez menos portugueses leem as suas notícias através dos formatos tradicionais como o papel impresso (vulgo jornal), são cada vez mais as pessoas que optam por ver TV a partir do seu smartphone ou tablet.

   

Vê também: Preço do Apple iPhone 8 pode começar nos 1000$

Face a esta crescente tendência no consumo de entretenimento e maior versatilidade das operadoras nacionais temos novos meios para ver TV como a aplicação NOS TV, eleita pelos portugueses como a mais fácil e intuitiva de usar, seja no smartphone ou tablet.

Na 13ª edição do Produto do Ano os portugueses escolheram a aplicação de TV Online, NOS TV, que foi concebida e desenvolvida de raiz internamente pela NOS Inovação. Posicionando mais uma vez a equipa de desenvolvimento e investigação da NOS como uma das mais premiadas em Portugal.

NOS TV

Este prémio vem reconhecer a relevância, cada vez maior, da utilização de outros ecrãs no consumo de TV e entretenimento em geral fora e dentro de casa.

Esta tendência do mercado vem dar maior destaque a soluções como a NOS TV que privilegiam a experiência multiscreen na box, PC, tablet ou smartphone.

Algumas das particularidades desta aplicação NOS TV são a possibilidade de o utilizador poder decidir a qualquer momento onde quer ver ou continuar a ver, através das novas funcionalidades “Enviar para a TV” e “Continuar a ver”, disponíveis na NOS TV.
Estas opções permitem assim “enviar” para a TV o conteúdo que está a ver no teu PC, tablet ou smartphone ou continuar a ver o conteúdo que estas a ver na televisão num destes três equipamentos sem perder o contexto.

Por último, devo confessar que já pouco tempo encontro para ver televisão. Serviços como o NetFlix vieram suprir a minha necessidade de TV (ou melhor, séries e filmes) que ainda são o único formato que prende ao grande ecrã.

Longe vão os tempos em que tínhamos de absorver o que nos era impingido. Já passou a altura em que tínhamos de esperar que o intervalo acabasse, de ver todas aquelas publicidades. Agora, somos nós que escolhemos o que queremos ver e quando o queremos ver.

Para telejornais e “pasquins” afins já ninguém tem paciência (falo por mim, obviamente) e a menos que alguém me prenda ao sofá não tenho qualquer vontade para ver reality shows (quero acreditar que realidade é bem menos estúpida). Ah, e existem livros, sabias?

Outros assuntos relevantes:

Nokia 8: um vislumbre do que todos esperamos

Apple promete iPhone dobrável com ecrã OLED

“iPhone X” com ecrã 5.8” OLED? Analista diz que sim

FonteNOS
Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).