Navegação por gestos será a regra com a chegada do Android Q

Carlos Oliveira
Comentar

A navegação por gestos começou a ser olhada mais seriamente depois de a Apple a ter implementado no iPhone X. Já do lado do Android, essa navegação apareceu no Android Pie como uma opção. No entanto, essa forma de navegar prepara-se para ser a regra.

Com o lançamento do Android Q dentro de pouco tempo, a Google quer que todos utilizem a navegação por gestos no seu sistema operativo. Para isso, a empresa já acordou essa mudança com várias empresas fabricantes de smartphones Android.

Marcas como a Samsung, Xiaomi, HMD Global, OPPO, OnePlus, LG ou Motorola são mencionadas diretamente pela Google. Ainda assim, a empresa adianta que mais construtoras foram contactadas para padronizar a navegação por gestos nos seus equipamentos.

Android gestos

Todos os smartphones com Android Q terão navegação por gestos ativa

Este acordo celebrado entre a Google e as OEM´s significa que todos os smartphones que cheguem com Android Q ou superior virão com a navegação por gestos ativada por defeito. O objetivo é oferecer aos utilizadores uma experiência de utilização consistente.

Naturalmente que nem todos se irão adaptar da melhor forma a este novo método de navegar no Android. Com isso em mente, a Google e as suas parceiras irão oferecer a possibilidade de voltar a ter a barra de navegação tradicional, com os habituais botões para retroceder, home e aplicações recentes.

Atualmente, muitas destas marcas já facultam a navegação por gestos nos seus equipamentos. Contudo, esta tem de ser ativada nas definições, estando a barra de navegação ativa por defeito. A partir do Android Q, o cenário será invertido.

Google acredita que a navegação por gestos é mais prática

A Google levou a cabo uma extensa pesquisa da qual concluiu que a navegação por gestos é mais ergonómica para os utilizadores. A tecnológica americana refere ainda que este método de navegação é mais rápido e faculta maior aproveitamento do ecrã do smartphone.

No entanto, ela reconhece que a adaptação a este método poderá não ser imediato. Pelos seus cálculos, a média dos utilizadores demora entre 1 a 3 dias para adaptar-se à navegação por gestos.

As vantagens da navegação por gestos, segundo a Google

  • Os gestos podem ser uma maneira mais rápida, mais natural e ergonómica de navegar no smartphone
  • Os gestos são mais intencionais do que os botões de software que poderás acionar apenas ao pegar no smartphone
  • Os gestos permitem uma experiência mais imersiva nas aplicações, minimizando o quanto o sistema releva o conteúdo da aplicação, por exemplo, os botões HOME / BACK e a barra onde se situam - especialmente com tendências de hardware direcionadas a ecrãs maiores e margens menores

As desvantagens da navegação por gestos, segundo a Google

  • Gestos não funcionam para todos os utilizadores
  • Gestos são mais difíceis de aprender e podem levar alguns ajustes
  • Gestos podem interferir com o padrão de navegação de uma aplicação

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.