Não esperes que o Huawei P40 Pro supere o Xiaomi Mi 10 Pro na velocidade de carregamento

Filipe Alves
Comentar

O Huawei P40 Pro e P40 são dos próximos smartphones que devemos estar atentos. Com a chegada do Xiaomi Mi 10, Samsung Galaxy S20 e próximo OnePlus 8, a fasquia está alta para a Huawei e os seus próximos topo de gama.

Já se falou que o terminal chegará com um ecrã formidável e com uma câmara de 52MP que promete competir com os demais, porém, não esperes que a velocidade de carregamento mude.

Huawei P40 Pro terá 40W de velocidade de carregamento

Huawei a carregar

Segundo as mais recentes informações, o Huawei P40 Pro contará com uma velocidade de carregamento de 40W de potência. Ou seja, 10W abaixo dos 50W que o Xiaomi Mi 10 Pro nos oferece. Ademais, o modelo Huawei P40 contará apenas com 22.5W, também abaixo dos 30W que o normal Xiaomi Mi 10 nos dá.

De referir ainda que a OPPO revelou um smartphone que tem potência de carregamento de 65W. Ou seja, a Huawei está pela primeira vez atrás da concorrência num setor que já dominou no passado.

O Huawei P20 Pro foi um dos primeiros smartphones a oferecer 40W de carregamento enquanto que todos os outros não passavam dos 30W.

Com dois anos passados a empresa asiática continuará sem evoluir num segmento que é cada vez mais importante para os utilizadores.

Carregamento sem fios é esperado, mas bem mais lento que o Xiaomi Mi 10 Pro

Visto que com fios o carregamento não superará os 40W, não se espera que o mesmo aconteça com o carregamento sem fios. O Vivo Apex 2020 é um dos primeiros a chegar com 65W de carregamento sem fios, ainda que seja um conceito sem datas de chegada ao mercado.

Porém, por sua vez, o Xiaomi Mi 10 Pro oferece a possibilidade aos utilizadores de carregarem o dispositivo sem fios a uma velocidade de 30W. Ou seja, quase a mesma potência que o Huawei P40 Pro terá com fios e mais do que o Huawei P40 contará também ligado ao cabo.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.