Messenger atinge feito já alcançado pelo Facebook e WhatsApp

Bruno Coelho
Comentar

Não raras vezes falamos de uma nova app que chegou a um número de instalações marcantes na Google Play Store. Mas esses números "estratosféricos" são quase exclusivamente atingíveis por apps da própria Google.

Messenger chegou aos 5 mil milhões de instalações na Google Play Store

Até à data, apenas duas aplicações “não-Google” haviam atingido mais de 5 mil milhões de instalações na Google Play Store. Esse número acaba de aumentar, com o Messenger a ser a nova app a alcançar tal feito.

Facebook Messenger ultrapassa os 5 mil milhões de instalações na Google Play Store

Além do Messenger, as outras duas apps fora do universo Google a chegar a este número são também da empresa liderada por Mark Zuckerberg. Falamos do próprio Facebook, que atingiu em 2019, e também do WhatsApp em 2020.

Segundo os números da própria Play Store, apenas 14 aplicações ultrapassaram os 5 mil milhões de instalações. Além das três do Facebook, é possível encontrar na lista alguns clássicos como o YouTube, o Google Maps ou o Chrome.

Embora cada vez mais os utilizadores procurem segurança em apps como o Signal ou o Telegram, estes números provam que o Messenger continua a ser um veículo de conversa conveniente ainda muito usado.

Recorde-se que, ao contrário dessas apps, o Messenger não conta com encriptação ponta a ponta no seu serviço. Mas é algo que, segundo as últimas declarações, a app planeia fazer em 2022.

Outro pormenor importante para estes números é que, à semelhança do Facebook e WhatsApp, o Messenger aparece já pré-instalado em vários smartphones com Android.

Editores 4gnews recomendam:

  • Huawei Band 6 chega oficialmente a Portugal. Mas o preço é ridículo
  • A “Tesla chinesa” chegou à Europa com o seu primeiro carro elétrico
  • Apple pode apostar em MacBook com design dos novos iMac. Vê o conceito
Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.