4gnews-malware-android

Graças a um número indeterminado de aplicações descarregadas pelos utilizadores Android, um novo malware está a espalhar o pânico com mais de 1.3 milhões de contas Google a terem sido infectadas. Este Gooligan recolhe a informação necessária do smartphone em que está instalado para conseguir ter acesso às configurações de raíz do equipamento (acesso root). 

Assim que o Gooligan consegue as permissões root de que necessita, a tua conta de correio eletrónico é roubada, sendo inserido um código nas aplicações já instaladas no equipamento, forçando a instalação de mais aplicações infectadas pelo Gooligan.
Os hackers que criaram este Gooligan adquirem acesso a todos os teus ficheiros guardados na Google Fotos, Google Play, Documentos Google e nas contas do Gmail. Caso o teu smartphone tenha o sistema operativo Android 6.0 Marshmallow ou Android 7.0 Nougat então estás com sorte, o Gooligan não afeta os dispositivos Android mais recentes. Contudo, para os restantes 74% de utilizadores Android esta ameaça é bem real uma vez que o Android Jelly Bean, KitKat e Lollipop podem ser afetados pelo malware.

   
Esquema de ataque do Gooligan
Esquema de ataque do Gooligan

Estima-se que destes 1.3 milhões de contas Google afetadas a grande maioria (57%) esteja localizada na Ásia, ao passo que 19% localizam-se nas Américas, 15% em África e apenas 9% no continente europeu. Portanto, pelo menos para já, esta não será uma grande ameaça para os utilizadores nacionais, já o mesmo não pode ser dito quanto aos nossos irmãos do Brasil.

Podes verificar se o teu smartphone Android foi infetado com o malware Gooligan. Para tal, consulta a fonte deste artigo (final do mesmo) e insere o teu email. Por último, a Google já começou a remover as aplicações identificadas como maliciosas e portadoras do Gooligan da sua Play Store. Caso o teu smartphone seja sinalizado como afetado deverás fazer uma instalação limpa do sistema operativo e mudar todas as tuas palavras-passe.

O Gooligan num vislumbre:

  • Esta malware Gooligan infeta cerca de 13 mil equipamentos Android por dia
  • Centenas dos endereços de email  das contas Google estão ligados a contas empresariais em todo o mundo, um setor muito visado pelos hackers
  • O Gooligan tem como alvos principais os smartphones, tablets e demais dispositivos com o Android 4 (Jelly Bean, KitKat) e 5 (Lollipop), conjunto que representa cerca de 74% de todos os dispositivos Android em utilização, uma esmagadora maioria.
  • Depois de instalado no teu dispositivo Android, o Gooligan  consegue obter controlo sobre o equipamento, gerando receitas para os hackers através da instalação forçada de aplicações da Google Play Store, classificando-as em nome da vítima.

Talvez queiras ver:

Asus Zenfone 3 poderá receber update para Android 7.0 Nougat em breve

Sony Xperia XZ também já começou a receber o Android Nougat!

Confirmado! Regresso da Nokia já no primeiro semestre de 2017

Via9to5Google
FonteCheckPoint

Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).