Lenovo-Miix-510 (1)

Temos que ser honestos e admitir que o mercado dos tablets já esteve bem mais forte. Contudo, o Lenovo Miix 510 é o mais recente tablet desta marca e que pretende mudar esta tendência descendente do mercado.

Pensado para uma vertente mais profissional, este tablet tem um ecrã de 12.2 polegadas com resolução 1920×1200. O teclado e a Stylus pen (esta última vendida separadamente) mostram-se ser uma mais valia para os mais variados ramos da vida empresarial. A parte traseira do tablet responsável por mantê-lo em pé consegue fazer um ângulo até 150º, o que torna mais confortável a utilização deste híbrido nos mais diversos locais.

   

Vê também: Lenovo Vibe P2 passa pela TENAA e poderemos ter um smartphone bem poderosoLenovo-Miix-510 (5)Quanto a especificações técnicas, os clientes poderão “escolhê-las” perante um determinado leque de hardware que a marca disponibilizará. Pelo o que se sabe, o processador poderá ser um i7 de 6ª geração, poderá ter até 8 GB de memória RAM e, no que respeita a armazenamento, este tablet (well, computador) poderá, na melhor das hipóteses, contar com um disco SSD de 1 terabyte.

Este híbrido pesa 880gr (dependendo da configuração do hardware e se suportará conectividade LTE ou não). Quanto a bateria, o Lenovo Miix 510 suporta até 7.5 horas de screen-on-time. Por fim, o preço inicial deverá rondar os $599.99 que, em conversão direta, corresponde a 565€. Importa referir que, no caso de estar disponível em Portugal, o valor deverá ser bem mais alto do que o valor convertido, uma vez que não inclui os impostos e taxas legais aplicados a este tipo de produtos.

O Lenovo Miix 510 vem então desafiar o Asus ZenPad 3S 10 que também foi apresentado esta manhã na IFA16 em Berlim.

Talvez queiras ver:

ViaPhonearena

Estudante de Direito e amante de tecnologia. Tudo o que é inovador na vida atrai-me (menos comida muito “fora do normal”).
No meio tecnológico, aprecio particularmente smartphones, computadores e automóveis.
Integrar a equipa da 4gnews começou por ser um desafio pessoal e agora é um orgulho coletivo.