IPTV Pirata: mais plataformas desmanteladas durante o Campeonato Mundial de Futebol FIFA de 2022

Rui Bacelar
Comentar

A Copa do Mundo da FIFA Qatar 2022, ou simplesmente o mundial de futebol no Qatar, causou um novo pico nas redes de IPTV Pirata a operar em Portugal e diversos pontos da Europa. Em simultâneo, as autoridades têm trabalhado sem descanso para desmantelar as redes de IPTV que distribuem ilegalmente o sinal de alguns canais de antena fechada como a Sport TV Portugal.

Ainda que alguns jogos do Mundial de Futebol sejam transmitidos nos canais de antena aberta, como por exemplo a RTP 1, a maioria é transmitida em canal fechado. Posto isto, ver Sport TV online em Portugal é um dos temas mais pesquisados online, sinalizando a popularidade e procura das alternativas de streaming pirata através de IPTV.

Grupo ACE trabalha diariamente para desmantelar redes de IPTV Pirata

IPTV Sport TV

O consórcio Anti-piracy coalition (ACE) age atualmente junto das operadoras de vários países com o intuito de facilitar o combate ao flagelo do IPTV na Europa e no mundo. Porém, combater este fenómeno é mais simples em teoria do que na prática.

Sobretudo em transmissões desportivas, a procura por alternativas gratuitas culmina, quase sempre, em plataformas piratas que distribuem, ilegalmente, o streaming da Sport TV, entre outros canais. Ou seja, por norma, mediante o pagamento de uma pequena mensalidade, dão acesso a várias plataformas, da Netflix, HBO ou Disney+ até aos canais de desporto como a Sport TV.

A questão do futebol é particularmente problemática. Aliás, de acordo com um relatório publicado pela agência Synamedia alertava, já em 2020, para o grassar desta "pandemia". O futebol era, nas conclusões desse estudo, a porta de entrada para o mundo da pirataria que, em pleno 2022, continua a crescer.

Ver TV online tornou-se sinónimo de ver Sport TV sem pagar

Preparando-se para o atual Campeonato Mundial de Futebol FIFA de 2022, vários grupos de vigilância como o supracitado consórcio ACE fizeram o possível por se preparar para esta nova vaga.

Por exemplo, no Canadá a instância judicial competente, o Tribunal Federal, emitiu uma ordem de bloqueio das plataformas de IPTV a operar no seu país com o intuito de barrar o acesso dos utilizadores e subscritores locais de aceder aos links e streams piratas para o Mundial do Qatar.

Futebol

Cenário similar foi verificado na América Latina ao longo do mês de novembro. Foram vários os streams em encerrados e plataformas de IPTV desmanteladas com a mesma justificativa. Em particular, a plataforma futbollibre.net e televisionlibre.net., como aponta a publicação TorrentFreak foram algumas das imediatamente suspensas.

Mais recentemente, as ações intensificaram-se também em África e no Médio Oriente visando combater as plataformas de IPTV Pirata, sobretudo agora durante o Mundial de Futebol.

Em causa estão os websites livekoora.online e yalla-shoot-new.tv. Ambos extremamente populares no Médio Oriente, cm cerca de 17 milhões de visitas mensais nos últimos meses, oriundas de países como Marrocos e da Argélia.

Combate ao IPTV pirata intensifica-se, mas continua popular em Portugal

Em suma, um pouco por todo o mundo assistimos ao combate feroz às plataformas de IPTV Pirata. Ainda assim, sabemos o quão comum é, e continuará a ser, este tipo de serviços de streaming pirata para ver jogos online em Portugal e na Europa.

O apelo de preços baixos, ou por vezes grátis, continuará a fomentar a procura por streams grátis para ver canais de sinal fechado, cabendo às autoridades agir em conformidade.

Por fim, entendemos que o Campeonato Mundial de Futebol FIFA de 2022 é apenas a mais recente causa para um redobrado interesse num fenómeno pré-existente. Aliás, algo que se deverá manter num futuro próximo, de modo mais, ou menos, discreto.

😭😭😭😭 I'm praying for y'alll. Not me tho, esta IPTV na SportTV vai me saber pela vida fdsss https://t.co/U22v4JEipU

— ™ (@dinistome) 24 de novembro de 2022

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. Ocupa-se com a atualidade tecnológica na 4gnews. Email: ruibacelar@4gnews.pt