iPhone original é vendido em leilão por preço impressionante

Bruno Coelho
Comentar

Precisamos de recuar até 9 de janeiro de 2007. Aí era apresentado o produto que mudou por completo a indústria mobile. Falamos do iPhone original, à data apresentado por Steve Jobs, e que viria a tornar-se um produto irónico.

“Um iPod, um telefone e um transmissor de internet” - foi assim que Steve Jobs se referiu a este produto que prometia fazer história, e fez. Mais de 15 anos volvidos, continua a ser um sucesso em leilões.

iPhone de primeira geração vendido em leilão por 35 mil dólares

Na última semana, um iPhone de primeira geração completamente selado foi vendido em leilão. E o preço de de 35 414 dólares (35 457 euros) a que foi vendido, não deixa ninguém indiferente na indústria.

iPhone
iPhone de primeira geração vendido em leilão por 35 mil dólares. Crédito: RR Auction

Para se ter uma noção, este mesmo modelo foi colocado à venda em 2007 por 599 dólares. Trata-se do modelo A1203, com 8 GB de armazenamento interno. A caixa do equipamento tem o produto em destaque, com 12 ícones de aplicações disponíveis no smartphone.

iPod de primeira geração foi vendido por 25 mil dólares nos mesmos leilões

É bom realçar que este não foi o único produto Apple a ser vendido por números expressivos nestes leilões. Também um iPod de primeira geração, selado, foi vendido por uns impressionantes 25 mil dólares.

iPod de primeira geração foi vendido por 25 mil dólares nos mesmos leilões
iPod de primeira geração foi vendido por 25 mil dólares nos mesmos leilões. Crédito: RR Auction

Quanto ao primeiro iPhone, é inegável a sua importância para a indústria. Foi este o dispositivo que popularizou os ecrã sensíveis ao toque, a que nos habituamos, e que todas as marcas acabaram por implementar.

Vês-te em 2022 com um smartphone sem ecrã sensível ao toque? Diz-nos nos comentários.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.