Huawei recebe boas notícias! EUA estão dispostos a aliviar sanções

Carlos Oliveira
Comentar

Atualmente, a Huawei encontra-se numa posição ingrata devido às várias sanções impostas por Donald Trump. O presidente americano assinou uma ordem executiva que impediu mesmo a chinesa de aceder aos seus próprios processadores Kirin.

Ainda assim, os últimos dias têm trazido boas notícias para a Huawei e hoje temos mais um caso desses. Segundo um novo relatório do Financial Times, o Departamento do Comércio americano está disposto a aprovar o fornecimento de componentes à Huawei.

EUA permitirão que a Huawei compre componentes que não estejam relacionados com 5G

Para contextualizar esta condição, importa relembrar que a batalha entre a Huawei e os EUA começou devido ao 5G. O claro domínio da Huawei na implementação desta tecnologia foi o que realmente motivou Donald Trump a impedir a chinesa de negociar com empresas nacionais.

Huawei

Dito isto, o Departamento do Comércio americano deverá emitir autorizações a várias empresas para negociar com a Huawei, desde que estas não forneçam componentes 5G. Mesmo assim, é uma condição que deixa a tecnológica chinesa presa num imbróglio.

À primeira vista, isto poderia ser lido como uma indicação de que a Huawei voltará a ter acesso a processadores para os seus smartphones. Contudo, visto que a maioria dos SoC´s atuais são compatíveis com redes 5G, há uma forte possibilidade de a chinesa continuar impedida de ter acesso aos mesmos.

Isso significaria um retrocesso nos equipamentos da Huawei. O novo Mate 40 Pro é compatível com redes 5G, mas os modelos que se lhe seguirão poderão carecer dessa característica caso a chinesa continue sem conseguir adquirir processadores compatíveis com esse padrão de redes móveis.

Mas há vários pontos positivos para a Huawei que merecem ser destacados. Nas últimas semanas, vimos a TSMC a recuperar autorização para fornecer componentes à Huawei, ainda que estes não possam contar com litografia de 7nm e abaixo.

Também a Samsung foi recentemente autorizada a fornecer os seus painéis à Huawei. Estes sinais de aliviamento das sanções americanas são um bom presságio para a tecnológica chinesa, mas há um longo caminho a percorrer para que ela recupere a posição que tinha há ano e meio.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.