Home Android

Huawei P20 Pro tem alguns ”atalhos” preocupantes no seu interior

Em breve partilharemos a nossa análise completa ao terminal.

Huawei P20 Pro Android Oreo Google
Esta é a câmara tripla do novo topo de gama da Huawei. Conta com OIS na câmara com zoom ótico.

É um dos smartphones Android mais bem sucedidos do mercado. Trata-se do novo Huawei P20 Pro da fabricante chinesa. Equipado com a câmara tripla aclamada pela DxOMark e pela comunidade tecnológica como a melhor câmara existente num smartphone.

Sem questionar o seu mérito enquanto smartphone Android topo de gama, veloz, poderoso e com a melhor câmara, existe um lado menos “bonito” neste Huawei P20 Pro. Felizmente é um lado que a maioria dos consumidores nunca terão de ver nem afetará a utilização do dispositivo.

Vê ainda: Huawei e Honor com bugs no Google Maps? Já temos a solução!

Depois de termos aqui visto o teste de durabilidade aplicado pelo canal Jerry Rig Every Thing pudemos tirar algumas conclusões. A primeira é que não deves remover a película de ecrã pré-aplicada no Huawei P20 Pro.

A segunda é uma derivação da primeira, não devendo o utilizador utilizar o Huawei P20 Pro sem algum tipo de película de proteção. Isto porque não temos aqui um vidro tão resistente como o Gorilla Glass da Corning.

O Huawei P20 Pro conta com certificação IP67

Ainda assim, o Huawei P20 Pro conta com resistência IP67. Na prática é à prova de poeira (6) e protegido contra imersão temporária em água de até 1 metro por 30minutos (7). Algo que se reflete na proteção aplicada a todos os pontos de entrada do smartphone, tornando-o essencialmente imune à água, bem como às poeiras. Isto vai sem dúvida aumentar a sua durabilidade e provavelmente também a sua longevidade, uma medida que aplaudimos. Em seguida podemos ver alguns dos destaques do vídeo.

Já por outro lado não tem um vidro resistente como o Gorilla Glass

Todavia, o reverso da moeda revela-se no seu interior. Isto é, posteriormente ao teste, o responsável pelo referido canal de YouTube, Zack, resolveu abrir o smartphone Android. Sendo um smartphone selado e em vidro, é necessário começar por aplicar calor.

No seu caso o ecrã do Huawei P20 Pro tinha quebrado o vidro, querendo o youtuber aferir a facilidade com que pode ser trocado o vidro do ecrã e/ou a bateria. Para tal é necessário abrir / desmontar o dispositivo, tarefa a que se propôs nos seu novo vídeo.

Em primeiro lugar, a separação do painel traseiro em vidro da estrutura do smartphone implica uma mão firme. Note-se que após este procedimento o smartphone perde a resistência à água, sendo o isolamento comprometido.

Com o auxílio de uma pistola de calor, ventosas e palhetas, foi possível abrir o terminal. É necessário cuidado para não danificar o cabo de ligação do sensor auxiliar para a focagem, ligado à motherboard.

Trata-se de um smartphone Android difícil de abrir e reparar

As suas conclusões incluem também uma menção ao mecanismo de OIS da câmara tripla, presente apenas no sensor / módulo com zoom ótico. Anteriormente, aquando da desmontagem pela iFixit tinha sido sugerida a presença de OIS nos três módulos.

Temos também algumas questões que seriam facilmente resolvidas com um tipo de adesivos em concreto. Refiro-me aqui à bateria e à aparente impossibilidade de a remover sem a danificar permanentemente. Pequenos atalhos que podem ser facilmente resolvidos.

Em suma, este dispositivo não deverá ser reparado a não ser por alguém especializado ou pela própria marca. Todavia, tendo em conta as suas conclusões, com a bateria a ser danificada aquando da remoção, compensará mais entregar ao consumidor um novo smartphone.

Em breve partilharemos a nossa análise completa ao terminal, com vídeo e artigo completo com a pontuação atribuída ao terminal Android.

Assuntos relevantes na 4gnews:

Huawei Mate 20 com 4 câmaras na traseira é sugerido em vídeo [concept]

Huawei Mate 20 pode ter leitor biométrico no ecrã e bateria ainda maior

Huawei Mate 20 terá câmara tripla, tal como um iPhone da Apple em 2018

Fonte | via

Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).