Huawei Mate 20: fim das atualizações após 2 anos de vida

Rui Bacelar
Comentar

Apresentados em novembro de 2018, a gama de smartphones Huawei Mate 20 deixará de receber atualizações de software e do sistema operativo Android. A informação é avançada pela AnTuTu através do seu blog, deixando os utilizadores algo frustrados.

Com efeito, os smartphones Huawei Mate 20 são dispositivos de gama alta, existindo desde o modelo Mate 20 X, Mate 20 Lite, Mate 20 e Mate 20 Pro, entre outras variantes locais. Com a exceção do modelo Lite, todos partilham boas caraterísticas técnicas.

A geração Huawei Mate 20 foi apresentada em novembro de 2018

Huawei Mate 20

Equipados com o processador octa-core Kirin 980 a 7 nm, os dispositivos desta gama têm caraterísticas avançadas e, mesmo em 2021, bastante poderosas. Dito isto, é com natural desagrado que os utilizadores e fãs da Huawei acolheram esta tese.

Avançada pela AnTuTu através do seu blog, uma das gamas de smartphones mais populares da fabricante chinesa deixará de receber atualizações de sistema. Note-se que toda a família Huawei Mate 20 é referida pela publicação da AnTuTu, com a exceção sendo o modelo Mate 20 X 5G.

Entre as justificações avançadas por diversos portais, a que reúne maior consenso sugere que a Huawei teve que concentrar recursos no desenvolvimento do Harmony OS e dos seus Huawei Mobile Services (HMS).

A incerteza que paira sobre a Huawei

Huawei Mate 20

Pior ainda, segundo a fonte supracitada, os dispositivos tampouco receberão atualizações de segurança, os patches mensalmente distribuídos pela Google para colmatar falhas de segurança, ou corrigir ameaças detetadas.

Na China, a Huawei terá eliminado a maioria da série Mate 20 dos dispositivos com direito a atualizações da EMUI, a interface própria da marca. Até ao momento a fabricante não se pronunciou, nem justificou a decisão.

Tampouco é sabido se esta decisão afetará os Huawei Mate 20 em circulação e uso na Europa. Por outro lado, a Huawei mantém a geração Mate 20 na lista de dispositivos compatíveis com a EMUI 11, sendo uma janela de esperança para os utilizadores.

Sinais de reestruturação no seio da Huawei

Confrontada com obstáculos em todas as frentes, a Huawei estará mais dedicada que nunca ao desenvolvimento das soluções próprias como o Harmony OS. Este é o seu sistema operativo, uma alternativa ao Android da Google, também para dispositivos móveis, mas criado sobretudo para os gadgets do lar como as Smart TV.

Impera a incerteza em torno da Huawei. Está impossibilitada de encetar negócios com as principais empresas norte-americanas, algo que compromete seriamente a sua capacidade de produção e atuação no mercado dos smartphones.

O futuro da Huawei passa pelo Harmony OS e pelos HMS. Resta saber se abandonarão por completo o Android nos seus próximos smartphones, a gama Huawei P50.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.