Huawei está entre as empresas que mais investem em investigação

Carlos Oliveira

A Huawei é uma das empresas de tecnologia mais influentes do mundo e disso já ninguém tem dúvidas. A chinesa é uma das mais importantes no que ao 5G diz respeito, mas muito mais tem sido desenvolvido pela empresa. Espelho disso é o crescente valor monetário que a Huawei tem gasto em investigação.

De acordo com o novo relatório da Blommberg, a tecnológica chinesa investiu no seu departamento de Investigação e Desenvolvimento um total de 15.3 mil milhões de dólares, em 2018. Uma valor que a coloca no quarto posto desse ranking, ultrapassada pela Samsung, Alphabet e Amazon.

Huawei

Esta cifra coloca a Huawei acima da Apple neste campo, visto que a norte-americana gastou apenas 14.2 mil milhões no mesmo período. Um resultado que certamente custará saber a Donald Trump que tanto tem batalhado para desacreditar o trabalho da Huawei.

Huawei é a segunda empresa que mais tem investido nos últimos anos

É precisamente quando fazemos uma retrospetiva que as coisas ficam ainda mais sorridentes para a empresa sediada em Shenzhen. Desde 2014, o orçamento da Huawei para investigação cresceu uns incríveis 149%. Um valor apenas superado pela Amazon que, no mesmo período, registou um aumento de 210% no seu orçamento para os mesmos efeitos.

Em contrapartida, a Apple aumentou o seu orçamento em 137%, a Alphabet em 118% e Samsung em apenas 29%. Este é apenas um dos indicadores que atestam o quanto a tecnológica chinesa tem evoluído do longo dos últimos anos.

INvestimento

De um outro ponto estatístico, conclui-se que o investimento feito pela Huawei, em 2018, representa 14% das suas receitas. Já desta forma, aquela que mais tem canalizados as suas receitas para investigação é a Alphabet, com 16%. A Samsung aparece apenas em quarto lugar neste campo (8%) e a Apple apenas em sexto (5%).

Os valores aqui referidos vão muito para além do desenvolvimento de smartphones. Estamos a falar em investigação à escala global, ou seja, desde dispositivos até a infraestruturas, onde podemos incluir o 5G.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.