Huawei despede funcionário acusado de espionagem na Polónia

Filipe Alves

A Huawei despediu o funcionário da marca que foi acusado de espionagem na Polónia. De acordo com as informações, a empresa asiática não teve mão leve nas acusações proferidas ao ex-funcionário.

Há dois dias referimos que um dos seus funcionários foi apanhado na Polónia por possível espionagem dos serviços e redes do país para a empresa asiática. Porém, tal pode não ter sido o caso.

Huawei despede funcionário acusado de espionagem na Polónia

Numa altura em que a Huawei se vê em apuros para estabelecer a segurança dos países para as suas infraestruturas, não param de cair informações que não ajudam o seu caso.

Polónia pediu à União europeia para banir a Huawei

Logo depois de confirmado que um ex-funcionário da empresa asiática foi preso por espionagem, o ministro da administração Interna da Polónia pediu à União Europeia considerar banir a Huawei dos seus países. Isto devido ao receio de espionagem dos utilizadores e governos.

Huawei tem crescido como nunca

Ainda que a Polónia esteja disposta a trabalhar com a China, o país europeu quer explicações plausíveis e credíveis face à situação e objetivos futuros.

Portugal tem cada vez mais a tecnologia da Huawei

Portugal continua calado face à situação. A Huawei tem ganho destaque no nosso país. Não só como vendedora de smartphones e líder de mercado no segmento mobile, mas também como a principal construtora do 5G para as operadoras móveis.

Países como a Noruega, Austrália, Reino Unido (com a BT), Japão e Estados Unidos já referiram que preferem encontrar outras alternativas para a implementação da tecnologia.

A Huawei tem uma forte ligação ao governo Chinês

Ainda que não seja "oficial", a Huawei tem uma forte ligação ao governo Chinês. Muito do capital investido pela empresa privada é dinheiro do governos Chinês para o crescimento a nível mundial.

Ou seja, os países que recebem a tecnologia da Huawei tem receio que a marca forneça informações privadas e confidenciais a um dos governos mais rígidos e poderosos do mundo. Verdade seja dita, ainda que acredite na marca não deixo de ter as mesmas dúvidas. Será que o investimento do Governo Chinês chega sem nada em troca? Não sei não...

Editores 4gnews recomendam:

Assistente Google prepara-se para chegar à Pesquisa Google

Google Play Store: Nova característica para gerir a memória do telemóvel

Samsung Galaxy S10 trará a próxima geração de RAM 1.5x mais rápida

Fonte | Via

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.