A Huawei está com um crescimento tremendo nos últimos anos. A empresa Chinesa tem mostrado uma qualidade suprema nos seus equipamentos e mais interessante do que apenas specs, os seus terminais oferecem preços mais em conta que a concorrência.

Depois do ano passado o P8 Lite ter sido o número um em Portugal e de ter ganho o prémio revelação 4gnews, a marca soma e segue em 2016.

   

Vê ainda: Huawei P9 Lite : Review / Análise em Português

As estimativas dos acionistas apontavam para que a empresa chegasse aos 120 milhões de unidades vendidas, porém, a empresa chinesa voltou a surpreender e fecha o ano com 140 milhões de smartphones vendidos ao público.

Huawei P9 Lite

A linha da Huawei é vasta e entre smartphones de gama-média e gama-baixa, foi o topo de gama Huawei P9 que mais surpreendeu com mais de 10 milhões de unidades vendidas.

O smartphone da Huawei surpreendeu-me e embora não tenha sido perfeito, foi um dos equipamentos que mais me cativou em 2016.

No próximo ano a empresa tem uma tarefa árdua pela frente. Espera-se que a Samsung se vingue do desastre do Note 7 com um Galaxy S8 todo poderoso, espera-se ainda que a Apple renasça com o iPhone 8 (ou 7S) e não podemos esquecer do contra-ataque da Xiaomi. Ainda para mais, em 2017 também a Nokia entrará em força no mercado dos smartphones e, como tal, o trabalho da Huawei terá de ser árduo. Mas não tenho dúvidas que a gigante chinesa cumprirá com as expectativas.

Os prémios 4gnews estão a chegar e esta Huawei é uma das candidatas a levar prémios para casa, veremos se assim o consegue.

Talvez queiras ver:

Fotografia do Xiaomi Redmi Note 4X confirma especificações avançadas

Tesla previu acidente do carro da frente e acionou os travões

Novo vídeo sugere mesmo a versão Jet White do iPhone 7 e 7 Plus

ViaPocketnow
Fonteanzhuo
Fundador do projeto 4gnews, sempre olhei para a tecnologia como um pedaço de nós. Desde cedo ligado ao mundo tecnológico, este é literalmente o meu trabalho de sonho. Amante de vinho e apaixonado pelo meu Vit. Guimarães, acredito ainda que todas as nossas acções são o gatilho para o nosso futuro.