Homem afirma que o iPhone o tornou gay, e processa Apple

Bruno Coelho
1 comentário

Um cidadão russo processou a Apple. Segundo D. Razumilov, o iPhone foi o responsável por este se ter tornado homossexual, algo que considera ser negativo para a sua vida.

O homem pede uma indemnização de 1 milhão de rublos – o equivalente a 14 mil euros. Segundo a agência France Presse, a queixa foi entregue em tribunal a 20 de setembro, e aí o homem conta que tudo começou com a instalação de uma app de criptomoedas.

Comprou Bitcoins mas recebeu GayCoins

O grande problema foi que em vez de receber bitcoins, afirma ter recebido a quantia comprada noutra moeda digital: as GayCoins. Este lote de GayCoins vinha também acompanhado da mensagem “Não julgue sem experimentar”.

O pensamento do russo foi “na verdade, como é que posso julgar alguma coisa sem experimentar?”. Depois de experimentar várias relações com homens, agora afirma ter um namorado, mas não saber como o explicar aos pais.

Alegando “danos morais”, garante que foi o iPhone e a fabricante Apple que o "empurraram" para a homossexualidade. Segundo este, através da “manipulação" de que foi alvo durante o processo.

Homossexualidade é tema tabu na Rússia

Recorde-se que a homossexualidade deixou de ser crime na Rússia em 1993, mas em 2013 foi aprovada uma legislação que proíbe a difusão da “propaganda gay”. O caso vai ser avaliado em tribunal a 17 de outubro.

Editores 4gnews recomendam:

1 comentário
Bruno Coelho
Bruno Coelho
O Nokia 3650 foi o primeiro grande mergulho no mundo tecnológico. Se o Ultimate Team é o seu atual saco de boxe, o Macbook Pro é o melhor amigo. Escrever sobre tecnologia é o processo natural na vida de alguém que come especificações ao pequeno-almoço.