Hacker enfrenta prisão por expor segredos da Nintendo Switch

António Guimarães
Comentar

Ryan Hernandez é um cidadão californiano que recentemente se declarou culpado nos crimes de hacking de sistemas de Nintendo. Hernandez utilizou a técnica de phishing para roubar credenciais a um trabalhador da Nintendo em 2016, tendo acesso a informações confidenciais sobre os projetos da empresa.

Na altura, o criminoso causou fugas de informação relativas à consola Nintendo Switch, mais especificamente em relação ao design da consola. Apesar de ter sido apanhado pelo FBI, Hernandez continuou a onda de crimes até 2018. O criminoso foi facilmente apanhado após começar a gabar-se dos seus feitos no Discord e Twitter.

Certamente o mais assustador é que Hernandez também se declarou culpado de possuir pornografia infantil. Assim sendo, Hernandez enfrenta uma pena de prisão, além de se registar obrigatoriamente como ofensor sexual.

Hacker pode ter de pagar multa à Nintendo

Além da pena de prisão, é provável que Hernandez tenha de restituir um avultado valor de 259 mil dólares à Nintendo, pelos danos causados à empresa. Contudo, através da declaração de culpado, o criminoso pode acabar por ter uma pena bastante leve.

Normalmente, seriam aplicadas as sentenças de 5 anos por hacking e roubo de informações, bem como 20 anos pela pornografia infantil. Contudo, os advogados de defesa de Hernandez propuseram uma sentença de 3 anos, registo como ofensor sexual e a mencionada multa à Nintendo.

Resta saber se o tribunal irá decidir a favor da pena recomendada ou irá avançar para uma sentença mais pesada, cumprindo o máximo da lei. A sentença final de Hernandez será ditada no dia 21 de abril.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
António Guimarães
António Guimarães
Juntamente com os seus atuais companheiros Mi A2 e Surface Go, batalha para elucidar as massas sobre todos os acontecimentos da esfera tecnológica. "Informação é poder" é a frase que o acompanha diariamente. Talvez um dia a coloque numa t-shirt.