gsmarena_003

O ministério da administração interna alemão decidiu adquirir 20 000 unidades de smartphones BlackBerry‘s, por razões de segurança. Motivadas principalmente pelas escutas e espionagem levada a cabo pela NSA que geraram profundo desagrado no governo alemão.


BlackBerry terá o balão de oxigénio que tanto necessita graças à badalada NSA e aos seus hábitos excessivamente curiosos e metediços. De tal maneira invasiva, a NSA espiou milhares de milhões de pessoas, incluindo vários chefes de estado. Fossem escutas telefónicas ou o conteúdo dos seus smartphones pessoais, mais valia encaminhar as nossas preces de domingo “uncle Sam” .

   

Claro que  isto não agradou a muitos governos, e o alemão foi dos primeiros a manifestar-se e fê-lo com bastante veemência, pondo fim ao contracto com a Verizon, operadora americana, que até então assegurava as comunicações móveis do governo alemão. Além de passar informações à agência de segurança nacional dos Estados-Unidos.

Posto isto, o governo alemão necessitava de novos equipamentos e novo operador. Quanto ao primeiro ponto, o ministério da administração interna alemão optou pelos equipamentos da BlackBerry, argumentando que apenas estes reuniam as condições mínimas de segurança exigidas, ou pré-requisitos mínimos. Além dos 20 000 novos equipamentos, o governo alemão já possui 3 000 equipamentos da marca canadense.

Estes pré-requisitos são estabelecidos por uma empresa alemã, que labora no ramo da segurança móvel, a Secusmart, e irá optimizar estes 20 000 BlackBerry‘s para que ninguém seja tentado a ouvir conversas alheias. Coincidência ou não, a BlackBerry tem planos para comprar esta empresa de segurança, a Secusmart.

Sem dúvida boas notícias para a BlackBerry, um bastião que a marca pode aperfeiçoar e tornar mais apetecível para os consumidores, pois cada vez mais a privacidade é um valor bem estimado.


Chanceler alemã com o seu BlackBerry
Chanceler alemã com o seu BlackBerry

A título de curiosidade, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama também usa um BlackBerry.

Estes smartphones virão equipados com um cartão microSD da Secusmart, especialmente encriptado e cujo valor ronda os 2000€, sim, dois mil euros, por 4GB de memória. Claro que isto não é o típico microSD, todos os dados ficam aqui encriptados, sms e chamadas inclusive.


 

Espero que gostem e, como sempre, partilhem e comentem!

fonte
via

Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).