Google PIxel Watch chegará com bateria que não vai surpreender

Carlos Oliveira
Comentar

Os últimos dias foram pautados pela revelação de vários detalhes do Google Pixel Watch. Desde a confirmação da sua designação, o possível preço ou imagens reais do relógio, são poucos os pormenores que restam descobrir.

Todavia, ficamos agora a saber um pormenor importante acerca do Pixel Watch que ainda não fora abordado. Através da 9to5 Google, ficamos a saber qual será a capacidade da bateria deste relógio inteligente.

Google Pixel Watch chega com uma bateria de 300 mAh

As fontes dessa publicação ligada ao mundo Android apontam para uma célula de 300 mAh no primeiro smartwatch da Google. Ao que tudo indica, esta será a bateria destinada ao modelo de 40 mm do Pixel Watch.

Google Pixel Watch
Uma das fotografias que revelou o aspeto real do Pixel Watch

Para percebermos melhor o nível de armazenamento de energia do Pixel Watch, podemos compará-lo com o Samsung Galaxy Watch 4 de 40 mm. Este produto conta com uma célula de 247 mAh.

Embora o Pixel Watch tenha uma bateria maior, a presença de conectividade celular poderá comprometer uma autonomia mais prolongada. Isto significa que a autonomia do relógio da Google deverá rondar as 24 horas.

É precisamente por isso que a autonomia do Google Pixel Watch não deverá constituir um fator surpresa. Em rigor, a sua longevidade energética deverá ficar em linha com aquilo que os seus principais rivais oferecem.

Se estavas à espera que este relógio pudesse oferecer autonomia para mais do que um dia de uso, tal não deverá acontecer. Tal até poderá ser possível caso limites o nível de utilização a dar ao gadget, o que não é o desejável.

Importa ainda relembrar que o Pixel Watch já foi certificado em três variantes. Tal indicia que existam três tamanhos deste produto e é possível que todas tenham baterias diferentes.

O Pixel Watch deverá fazer uma primeira aparição já no evento Google I/O, com a sua apresentação oficial a ocorrer em outubro. O seu preço deverá variar entre os 300 e os 400 dólares, certamente dependente da versão.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.