Google Maps tem 11 milhões de negócios falsos. Como a Google enfrenta o problema

Bruno Coelho
Comentar

Os números são estimados pelo Wall Street Journal. Segundo este jornal, o Google Maps tem cerca de 11 milhões de negócios falsos no serviço. A cada mês chegam novas listagens com moradas e números de telefone que não correspondem à verdade.

A Google já fez um comunicado sobre o assunto, onde reitera que está a trabalhar para deitar abaixo tudo o que seja negócio falso. As empresas mais afetadas por este problema são empreiteiros e serviços de reparação, que as pessoas procuram em situações de emergência.

O que se fez em 2018

  • A empresa a afirma no comunicado que apagou 3 milhões de perfis de negócios falsos no ano passado. A Google garante que 90 por cento desses “negócios” são removidos antes de qualquer utilizador ver o perfil;
  • Os sistemas internos da Google são responsáveis por mais de 85 por cento das remoções;
  • Mais de 250 mil dos perfis de negócios falso removidos foram reportados por utilizadores;
  • Foram desativadas mais 150 mil contas de utilizadores consideradas abusivas. Um aumento de 50 por cento face a 2017.

O que leva as pessoas a criar negócios falsos

Os motivos apontados pelo WSJ são vários. Em primeiro lugar, alguns dos negócios falsos são criados por concorrentes que listam moradas e números de telefones falsos, para assim ganharem vantagem.

Uma das pessoas entrevistadas pelo WSJ foi enganada por um serviço de reparação falso encontrado no Maps. O infrator ter-se-á feito passar por funcionário de uma empresa, fez um mau trabalho e ainda terá cobrado o dobro do que inicialmente foi acordado.

Ethan Russell, diretor de produto do Maps, afirma no comunicado que este é um trabalho contínuo. “Todos os meses o Maps é usado por mais de mil milhões de pessoas no mundo” e “uma pequena minoria vai continuar a tentar enganar os outros”, afirma. A Google está consciente disso, e promete continuar a trabalhar para melhorar o serviço.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Bruno Coelho
Bruno Coelho
O Nokia 3650 foi o primeiro grande mergulho no mundo tecnológico. Se o Ultimate Team é o seu atual saco de boxe, o Macbook Pro é o melhor amigo. Escrever sobre tecnologia é o processo natural na vida de alguém que come especificações ao pequeno-almoço.