Google prepara-se para lançar gadgets com carregamento sem fios

Filipe Alves

Google prepara-se para lançar gadgets com carregamento sem fiosA Google juntou-se à "Wireless Power Consortium", basicamente este consortium é um agrupamento de fabricantes que oferece a possibilidade aos utilizadores de carregar os seus gadgets sem fios.

Com a chegada do iPhone 8, 8 Plus e iPhone X, seria uma questão de tempo até que grandes marcas seguissem o caminho da empresa de Cupertino. Falo obviamente do carregamento sem fios.

Vê ainda: Samsung estará a desenvolver processador focado na Inteligência Artificial

Este tipo de carregamento não é propriamente novo. Foi em 2007 que a PALM apresentou o primeiro "smartphone" com possibilidade de carregamento por indução, contudo, todos sabemos que a Apple cria modas e esta notícia é uma prova disso mesmo.

Não seria a primeira vez que a Google nos ofereceria um terminal com carregamento sem fios. Lembro que o Nexus 4 e Nexus 5 contavam com esta particularidade, porém, os mais recentes Google Pixel deixaram tal tecnologia de lado.

Visto que o carregamento sem fios não é possível com terminais de construção de metal, os topos de gama mais recentes têm falhado na implementação de tal característica em prol de uma construção mais premium.

Google volta a investir em carregamento sem fios depois do Nexus 4 e Nexus 5

Não sabemos se os novos Google Pixel, que serão apresentados no dia 4 de outubro, contarão com a possibilidade de carregamento wireless, todavia, é uma questão de tempo até que os novos gadgets da empresa de Mountain View nos ofereça carregamento por indução.

Escusado será dizer que a Apple tem um papel importante nestas característica. Quer gostes ou não da empresa de Cupertino, já não é a primeira vez que vemos a tecnologia seguir os iPhones, por muito que teoricamente estejam "atrás" no que toca a evoluções.

A Samsung até ao momento é uma das empresas com mais presença neste setor. Desde o Samsung Galaxy S4 que a empresa sul-coreana tem trazido carregamento sem fios aos seus smartphones e só agora, 4 anos depois, é que este tipo de funcionalidade começa a ficar mais standard que nunca.

Pessoalmente não me parece que o Google Pixel 2 possa vir a contar com esta característica, porém, será interessante ver a tecnologia evoluir neste sentido em tudo quanto é gadget.

Outros assuntos relevantes:

Pixel 2: ‘Leak’ revela mais alguns pormenores interessantes

Samsung disponibiliza várias atualizações devido à ameaça do BlueBorne

Wiko VIEW XL – Android com 5.9 polegadas e formato panorâmico 18:9

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.