Google toma mais uma dura decisão nas aplicações na Google Play Store

Filipe Alves

A Google decidiu por bem retirar a possibilidade aos desenvolvedores de aceder às mensagens e registo de chamadas dos utilizadores com as suas aplicações. Ainda que esta medida seja aplaudida por muitos, a empresa de Mountain View continua a tomar decisões questionáveis face às aplicações que recebem ou não as autorizações para as continuar a utilizar.

Ou seja, por muito que a Google tenha proibido aos utilizadores de ter acesso às SMS e chamadas dos utilizadores, desenvolvedores com aplicações que necessitam dessas autorizações para fazerem aquilo que prometem, podem pedir uma autorização à Google para as continuar a utilizar.

Vê ainda: aplicação Tasker. Uma aplicação simples mas com uma qualidade fantástica que permite ao utilizador automatizar determinadas funcionalidades.

Google decide cortar acessos aos desenvolvedores na Google Play Store

De acordo com a Google Play Store, Tasker tem mais de 1 milhão de downloads com uma avaliação de 4.6 estrelas. Se a Google tivesse barrado o acesso às SMS's e às chamadas a esta aplicação, os utilizadores deixariam de conseguir efetuar algumas das automatizações que os fez comprar a aplicação em primeiro lugar.

Porém, outros desenvolvedores não tiveram a mesma sorte. Cerberus é uma aplicação "Anti-roubo" que usa as SMS de forma a enviar uma mensagem para o smartphone perdido sem conexão à internet. Ou seja, com esta nova imposição da Google nas aplicações da Google Play Store, a aplicação perdeu uma das suas principais funcionalidades. Ademais, a empresa americana rejeitou o pedido da aplicação Cerberus na adesão às funcionalidades.

Isto é, mais de 5 milhões de utilizadores que instalaram a aplicação e acreditam na sua principal funcionalidade acabaram de perder a possibilidade de a ter.

Há outras soluções para este problema

Com estas medidas, desenvolvedores podem perfeitamente tomar o caminho da Epic Games. Isto é, em não lançar as aplicações na Google Play Store e criarem o seu website para tal. Ou então depositar as suas aplicações em lojas como o Aptoide que permitam a inserção de tais acessibilidades.

Contudo, popularizar a instalação de aplicações fora da Google Play Store não é a solução perfeita. São aplicações que estão fora da Google Play Store que estão sujeitas a malwares e "vírus". Ou seja, é um risco instalar de uma fonte desconhecida.

Resta-nos esperar mudanças da Google

Agora resta-nos esperar que a Google mude um pouco a forma como está a avaliar as aplicações com este tipo de acesso. Ainda que seja a favor que a empresa de Mountain View retire estes acessos, também temos de perceber que esta é a principal funcionalidade de milhares de aplicações. Assim sendo, a análise das aplicações que usam este tipo de acesso devia ser manual e cuidadosa.

Editores 4gnews recomendam:

Qualcomm Snapdragon 855 mostra novamente todo o seu poder

Apple iPhone de gama-média é uma possibilidade para 2019?

Tesla – 2018 foi um ano para recordar, tal como Elon Musk afirmou

Via

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.