Goole Allo 1

Uma das grandes novidades que a Google nos trouxe na edição deste ano da sua Google I/O foi uma nova aplicação própria para a troca de mensagens. Allo foi o nome escolhido pela gigante das pesquisas para uma aplicação que se pretende assumir como inteligente.

Conforme vais trocando mensagens com os teus contactos, dentro da Allo obviamente, a aplicação vai começando a conhecer cada vez mais os teu hábitos e com a ajuda do Google Assistant o nível de sugestões será elevado a um patamar superior.

   

Vê também: Project Ara deverá chegar aos desenvolvedores no último trimestre deste ano

Uma das coisas que a Google quis enfatizar como parte integrante desta nova aplicação, foi uma encriptação total de todas as mensagens trocadas dentro da Allo. Mas até que ponto este será um dado efetivo?

Goolge allo 5

Por um lado, não podemos acusar a Google de fazer publicidade enganosa, pois esta nova aplicação oferece-nos um modo anónimo baseado na mesma tecnologia utilizada pela Signal, aquela aplicação de troca de mensagens popularizada por Edward Snowden. Dentro deste modo são efetivamente encriptadas e posteriormente apagadas todas as mensagens trocadas entre ti e os teus amigos. Contudo fora deste modo as coisas são bem diferentes.

Todas aquelas funcionalidades que todos admiramos neste nova aplicação, principalmente a integração do Google Assistant, vêm com “um custo”, custo esse a não encriptação da informação. Só há uma forma de a Google conseguir entregar-nos informações verdadeiramente relacionadas com o que habitualmente conversamos, é lendo as nossas mensagens. O problema é que se a Google o consegue fazer, eventualmente terceiros o poderão fazer também, principalmente se estiveres conectado a uma rede Wi-Fi pública.

Em suma, tudo isto traduz-se num pau de dois bicos. A encriptação está de facto presente na Allo para quem a pretender utilizar, porém terá de a ativar manualmente. Porém, em contrapartida, poderás não conseguir utilizar a aplicação na sua plenitude.

Em última instância terá de ser uma decisão de cada um a se irá ou não descartar esta prometedora aplicação por questões de privacidade. No meu caso pessoal, não será por estas questões que irei deixar de utilizar a Allo, até porque se eu quiser realmente ter uma conversa com alguém, sobre algo inquestionavelmente privado, fá-lo-ei pessoalmente.

Talvez queiras ver:

FonteBGR
O gosto por tecnologia foi algo que esteve sempre dentro de mim. Com o crescer do mercado dos smartphones, também o meu entusiasmo com os mesmos aumentou. Já nos tempos livres, as séries são o meu principal mata-tempo.