Goldman Sachs diz que o Apple Card não é "sexista" mas o co-fundador da Apple não concorda!

Filipe Alves
Comentar

A controvérsia sobre o Apple Card, cartão de crédito da Apple que foi lançado há uns meses, tem aumentado. Depois de relatórios e vários utilizadores terem dito que o cartão é "sexista", a Goldman Sachs saiu em defesa do cartão a indicar que tal não é o caso. Goldman Sachs é a empresa por trás do Apple Card, um grupo financeiro que já teve nas luzes da ribalta por motivos não tão bons.

O Co-fundador da Apple, Steve Wozniak, foi um dos que criticou a empresa no Twitter. O ex-executivo da empresa referiu que sentiu que a sua esposa teve menos 10x o limite de crédito mesmo que partilhem todos os bens e a sua situação financeira seja exatamente a mesma.

Co-fundador da Apple atava o Apple Card da Goldman Sachs

"O mesmo aconteceu connosco (falando da disparidade de crédito dado à esposa). Eu tenho 10 vezes mais o limite de crédito. Não temos contas bancárias ou de cartão de crédito ou ativos separados. Tem sido difícil encontrar um humano para uma correção deste problema."

The same thing happened to us. I got 10x the credit limit. We have no separate bank or credit card accounts or any separate assets. Hard to get to a human for a correction though. It's big tech in 2019.

— Steve Wozniak (@stevewoz) 10 de novembro de 2019

Os utilizadores queixam-se ainda que não é fácil conseguir encontrar o "lado humano" do cartão a quem possam reclamar a situação. Isto leva-nos a pensar se algo de mau existe com o cartão como é que o utilizador reclamará com o banco.

Goldman Sachs responde às criticas

A empresa financeira respondeu Às criticas com um comunicado dizendo que a "Goldman Sachs usa sua pontuação de crédito, seu relatório de crédito e a receita que os utilizadores informam na aplicação ao revisar a aplicação ao Apple Card. Este artigo destaca vários fatores que a Goldman Sachs usa em conjunto para tomar decisões de crédito, mas não inclui todos os detalhes, fatores, pontuações ou outras informações usadas para tomar essas decisões."

Apple Card

Ou seja, está ou não o Apple Card a ser sexista? Tudo indica que sim! Porém, não parece haver nada que os utilizadores do cartão possam fazer. Pelo menos para já!

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.