Fuga de dados do Twitter compromete informações de 200 milhões de utilizadores

Rui Bacelar
Comentar

A rede social Twitter foi alvo de um ataque informático perpetrado por hackers que terão conseguido aceder aos dados de mais de 200 milhões de utilizadores da plataforma. Os conteúdos foram posteriormente divulgados online e consistem principalmente em endereços de email, segundo avança agora a agência Reuters.

A publicação baseia-se no relato de um investigador de segurança que se apercebeu do sucedido já na última quarta-feira. A falha de segurança explorada pelos meliantes terá sido amplamente explorada para aceder a diversos repositórios da rede social detida por Elon Musk. Porém, o maior risco para o utilizador reside agora na potencial utilização dos dados divulgados na Internet.

235 milhões de utilizadores do Twitter terão sido visados por ataque informático

Twitter database leaks for free with 235,000,000 records.The database contains 235,000,000 unique records of Twitter users and their email addresses and will unfortunately lead to a lot of hacking, targeted phishing, and doxxing.This is one of the most significant leaks ever. pic.twitter.com/kxRY605qMZ

— Hudson Rock (@RockHudsonRock) 4 de janeiro de 2023

A falha levará "a muita pirataria online. Campanhas de phishing e doxxing direcionado", aponta Alon Gal, co-fundador da agência de cibersegurança Hudson Rock, sediada em Israel, em declarações à agência Reuters. Para Gal, esta é uma das "maiores fugas de informação dos últimos tempos".

Desde então, a rede social Twitter não comentou o sucedido. Note-se ainda que o caso foi primeiramente reportado por este investigador de segurança através das suas redes sociais. Aliás, já desde o dia 24 de dezembro que o alerta havia sido pela fonte em questão.

Até ao momento, daquilo que tenhamos conhecimento, o Twitter não terá lançado mão de uma investigação formal do sucedido. Note-se que esta está longe de ser a primeira vez que a rede social é alvo de ataques informáticos. Porém, desta feita o "saque" não estará à venda, mas sim disponível para qualquer parte interessada em fóruns dedicados ao hacking.

Dados que dão acesso à recuperação de contas e podem ser visados em campanhas de phishinh

IMPORTANT UPDATE ON THE TWITTER HACK: https://t.co/05z8gQm9ZW pic.twitter.com/8sGpIMuOeN

— Hudson Rock (@RockHudsonRock) 3 de janeiro de 2023

O perigo para o utilizador reside sobretudo, na possibilidade de através destes dados, qualquer atacante poderá tentar recuperar uma determinada conta presente nos dados revelados.

Como se tal não bastasse, há ainda o perigo desta informação ser usada em ataques de phishing, dado que muitas contas são a figuras públicas e com um peso importante. Ou seja, existe um enorme acervo de informações como correios eletrónicos que pode ser usada para fins não lícitos.

Portanto, fiquem atentos às respetivas caixas de correio, com alerta máximo para tentativas e ameaças de phishing.

🚨UPDATE ON TWITTER BREACHUPDATE YOUR TWITTER SECURITY1. Database is real & has an impact on almost every Twitter user.2. There is more than one threat actor selling the data. The database is likely circulating heavilyDetails in the image by @RockHudsonRock CTO Alon Gal pic.twitter.com/vm91xUbGLs

— RΛISINI ライシニ (@iamraisini) 5 de janeiro de 2023

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. Ocupa-se com a atualidade tecnológica na 4gnews. Email: ruibacelar@4gnews.pt