Fornecedor de ecrãs da Apple está à beira da falência

António Guimarães
Comentar

A fabricante de ecrãs Japan Display Incorporated, conhecida por JDI, está a passar por bastantes problemas financeiros. O fator principal é a mudança da Apple, que cada vez mais utiliza ecrãs OLED nos seus telemóveis. A Apple é a maior cliente da JDI a nível de ecrãs LCD. A situação financeira da JDI começou a ficar tremida em 2017, com o lançamento do iPhone X.

Este foi o primeiro iPhone a ter OLED e a começar uma mudança para essa tecnologia de ecrãs. O último iPhone a ter ecrã LCD é o recente iPhone 11, sucessor do XR. Mesmo assim, a nova linha de iPhones contém apenas um modelo com LCD e dois modelos com OLED, dando enfase ao problema da JDI, que precisa de vender mais ecrãs LCD.

Um investidor 'secreto' pode salvar a empresa da falência com investimento significante

Contudo, tudo pode acabar bem para a fabricante de ecrãs japonesa. O seu CEO, Minoru Kikuoka, anunciou que um dos maiores clientes da empresa pretende investir 200 milhões de dólares para colmatar a situação financeira. O investidor não foi nomeado pelo CEO mas é provável que seja a própria Apple.

Isto porque apesar da mudança para OLED, a Apple precisa que a JDI se mantenha operacional no fornecimento de painéis LCD. Caso a JDI vá à falência, é uma situação extremamente desagradável não só para o fornecedor mas como para a empresa da maçã. Isto porque a Apple irá ver-se obrigada a percorrer o mercado à procura de uma nova empresa para contratar e comprar painéis LCD.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
António Guimarães
António Guimarães
Juntamente com os seus atuais companheiros Mi A2 e Surface Go, batalha para elucidar as massas sobre todos os acontecimentos da esfera tecnológica. "Informação é poder" é a frase que o acompanha diariamente. Talvez um dia a coloque numa t-shirt.