FIFA 22 no Google Stadia Review: a nova geração, em qualquer lado

Bruno Coelho

Mais um ano, mais um FIFA. Tornou-se tradição dos simuladores futebolísticos lançarem um novo jogo anualmente, que os amantes do fenómeno compram religiosamente por esta altura. Embora sejam os próprios a admitir que muitas vezes estão apenas a comprar pouco mais que mera uma atualização de plantéis.

Essa máxima adensa-se ainda mais neste novo FIFA 22, lançado no início de outubro. As grandes novidades ficaram reservadas apenas para a PlayStation 5, Xbox Series X/S e Google Stadia. Foi nesta plataforma de cloud gaming que testei o mais recente FIFA 22, e trago-te neste artigo a minha experiência com o mesmo.

FIFA 22

As novidades do FIFA 22

Vamos primeiro às novidades, e ao que diferencia este FIFA 22 do anterior título. Os menus estão ligeiramente diferentes, mas a curva de aprendizagem é rápida. Ainda assim, gostava mais da experiência em anos anteriores neste segmento.

Para os fãs portugueses, e extensível às várias plataformas, temos uma maior aposta no futebol português. Pela primeira vez em muitos anos, o FIFA volta a ter dois estádios portugueses (Estádio da Luz e Estádio do Dragão) de forma oficial. Estes têm grandes detalhes, e é salutar ouvir os speakers ao fundo a falar em bom português.

FIFA 22

Seguindo a tendência do ano anterior, é notório principalmente no FC Porto e no SL Benfica uma boa quantidade de facescans. O que significa que quem gosta de jogar offline ou online com dois dos principais clubes portugueses, tem aqui uma experiência mais realista. Por força do acordo com o PES, não é dado o mesmo tratamento ao Sporting CP.

Modo Carreira ficou mais divertido

O Modo Carreira do FIFA não é tão completo como deveria ser. Isto porque a Electronic Arts tem no seu modo Ultimate Team o grande foco. Mas tanto no Modo Jogador como no Modo Treinador, este vai ficando cada vez mais interessante.

Pela primeira vez, temos a possibilidade de criar uma equipa de raiz no Modo Carreira. Isto significa que criares a equipa da tua terra que não figura no jogo nunca esteve tão perto. E depois disso é levá-la à glória na liga da tua preferência.

FIFA 22

HyperMotion só no Stadia e nova geração

A nova tecnologia no FIFA 22 é a tão falada “HyperMotion”. Esta só está disponível, como é acima referido, nas consolas de nova geração e no Stadia. E será notado nos pormenores.

Conta com mais de 4 mil animações, que prometem tornar a experiência mais realista. Os jogadores reagem de forma menos mecânica, por exemplo, quando fazes um passe com mais força e o atleta perde balanço. E os jogadores com mais drible são notoriamente mais sensíveis.

Algo que notarás face à anterior geração é que este é um jogo um pouco mais lento. O que significa, em teoria, que a velocidade não conta tanto como antes. Mas com a mecânica de sprint explosivo, boa sorte a tentar apanhar jogadores como Grealish.

FIFA 22

Um pormenor importante para venceres é que, mais que nunca, os remates “finesse” parecem decisivos. Seja contra ou favor, se dominares esta “arte”, as hipóteses de sucesso são maiores.

Ultimate Team pouco muda

No modo online mais popular, o Ultimate Team, pouco muda no FIFA 22. Podes personalizar mais a tua equipa, com mudanças no estádio, nas bancadas ou nas balizas. Mas no fim do dia, são mais pacotes e animações desnecessárias.

A forma como progrides no Division Rivals também mudou. Todos os jogadores começam na última divisão (10), e vão subindo de patamares (esquece os antigos skill points). Se ganhares dois jogos seguidos, passas a subir dois patamares por jogo. Mas quando perdes tudo volta ao normal.

fifa 22

Vamos imaginar que estás num ponto principal e perdes. Voltas ao patamar anterior. Mas se estiveres num intermédio não baixas. No final de cada temporada todos vão descer algumas divisões para equilibrar.

A experiência do FIFA 22 no Google Stadia

O FIFA 22 no Google Stadia é tudo o que podes esperar deste jogo nas consolas de nova geração, mas para jogares em qualquer lado. Dou por mim a jogar FIFA 22 no meu MacBook de 2015, no iPad ou na minha Mi Box.

A experiência de jogo é satisfatória, principalmente se fores daqueles que joga maioritariamente offline. Se jogas online, nem sempre vai ser imediato encontrar jogadores para te defrontar no Ultimate Team. Quanto ao mercado, é fundido com o do PC, e não terás problemas a comprar e vender jogadores.

FIFA 22

Se o que queres é jogar FIFA 22 numa experiência completa, independentemente da plataforma, o Google Stadia é o sítio certo para o fazeres. Só precisas de um comando para ligar ao teu computador, box, tablet ou smartphone e uma boa ligação à Internet. O resto é contigo. Se gostas de versatilidade, esta é uma boa escolha.

Pontos fortes do FIFA 22

  • Modo Carreira está mais divertido
  • HyperMotion traz mais realismo à nova geração
  • Estádios portugueses são uma ótima adição

Pontos fracos do FIFA 22

  • HyperMotion devia estar disponível na versão para PC
  • Remates “finesse” são demasiado mortíferos
  • Nem sempre é fácil encontrar adversário online no Stadia

Sabe mais pormenores sobre o FIFA 22 no Google Stadia

Mais jogos que testámos no Google Stadia:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.