Estas são as novidades para o Android a chegar em janeiro segundo a Google

Rui Bacelar
Comentar

O Ano Novo começa com uma atualização disponibilizada pela Google para todos os dispositivos Android. Em causa está o patch de segurança de janeiro de 2023, o primeiro deste ano que agora nos brinda com novidades para os nossos dispositivos móveis.

A partir de agora, caberá às fabricantes começar a fazer chegar este mesmo update de segurança aos nossos tablets e smartphones Android. Isto de modo a garantir a segurança dos nossos dados e correto funcionamento dos equipamentos.

Google já disponibilizou novo patch de segurança em 2023

Google Android

Em primeiro lugar, contamos com a sua chegada aos equipamentos da linha Google Pixel, algo apenas natural tendo em consideração que é a própria Google a coordenar estas atualizações. Todavia, muito em breve chegará também aos terminais das demais fabricantes.

A ficha técnica desta atualização do Android dá conta de várias correções de vulnerabilidades detetadas durante o último mês de dezembro. Desde então, a Google trabalhou no sentido de as colmatar com as correções compiladas no novo patch.

Importa frisar que os detalhes das ameaças encontradas foram divulgados pela Google na sua página oficial do Android. Aí vemos as diferentes falhas de segurança que estavam presentes na plataforma e que, entretanto, foram descobertas pela empresa.

A atualização de janeiro de 2023 está disponível para download para os smartphones Google Pixel desde a geração Pixel 4a. Infelizmente, a geração lançada em 2016 pela Google já não receberá mais atualizações, nem de segurança, motivo pelo qual os terminais Pixel 3, e Pixel 4 ficam de fora da lista de smartphones eleitos.

Atualização de janeiro vem resolver problemas de segurança no Android

Importa frisar que a atualização pode ser feita de modo manual para uma miríade de smartphones Android compatíveis. Para tal, basta aceder à página da Google, consultar os Boletins de Segurança e navegar pelas várias marcas contempladas.

Encontrarão fabricantes como a Samsung, OPPO, OnePlus, vivo, Nokia, Motorola, LG, Huawei e claro, da própria Google. O utilizador poderá fazer a instalação manual do arquivo OTA (over the air), de modo relativamente fácil após encontrar o seu modelo específico.

Mais ainda, nos boletins de segurança podemos consultar todas as vulnerabilidades detetadas e, desde então, sanadas pela tecnológica norte-americana.

Boletins de segurança já disponíveis graças ao trabalho da Google

Tal como informa a própria Google, as correções listadas no boletim público vêm de várias fontes diferentes: o Android Open Source Project (AOSP), o upstream Linux kernel e os fabricantes de system-on-chip (SOC).

Para fabricantes de dispositivos:

  • As correções da plataforma Android são incorporadas ao AOSP 24 a 48 horas após o lançamento do boletim de segurança e podem ser obtidas diretamente de lá.
  • As correções upstream do kernel Linux estão vinculadas diretamente ao boletim no lançamento e podem ser obtidas a partir dele.
  • As correções dos fabricantes de SOC estão disponíveis diretamente dos fabricantes.

Para quem preferir aguardar mais algumas semanas, ou meses, as fabricantes deverão fazer chegar estas correções via OTA a partir de agora. Não obstante, podem sempre fazer a sua instalação manual, sobretudo para equipamentos Nexus e Pixel.

2022 was a special one for the Android community! 📱 #Android13 🖥 Tablets and large screens⌚ Wearables🤩 Modern Android Development🫱‍🫲 In-person eventsWatch our end of year recap and download the commemorative poster! → https://t.co/2PfWDvntAJ pic.twitter.com/CQ1Mt2dxPv

— Android Developers (@AndroidDev) 16 de dezembro de 2022

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. Ocupa-se com a atualidade tecnológica na 4gnews. Email: ruibacelar@4gnews.pt