Essential Phone
Essential Phone crédito: Essential

O Essential Phone é um dos projectos mais inovadores de 2017. O projecto nasceu oficialmente – foi apresentado oficialmente no final de maio e toda a comunidade tecnológica vibrou. Este é o smartphone criado pelo “Pai” do Android, o senhor Andy Rubin. Contudo, mesmo antes de sequer chegar ao mercado, o projeto parece estar a enfrentar alguma turbulência.

Vê ainda: Nokia 8 – Smartphone topo de gama chega já no dia 31 de julho por €589

Um dos principais executivos do projeto Essential Phone está de saída da startup. Um mês depois de anunciarem este smartphone Android que causou um misto de euforia e desconfiança no mundo dos dispositivos móveis, o vice-presidente do departamento de marketing deixou a companhia. O que terá motivado Brian Wallace a abandonar o Essential Phone?

   

As intermitências do Essential Phone

A sua saída foi confirmada pelo próprio à agência de notícias Business Insider na passada sexta-feira, tendo Brian Wallace trocado o Essential Phone pela empresa ” i.am+”, fundada pelo músico will.i.am. Aqui, Wallace desempenhará o cargo de CMO (chief marketing officer) ou diretor de marketing.

Essential Phone Andy Rubin Smartphone tendência Top 5
Essential Phone, o smartphone de Andy Rubin

A saída de um dos “chefes” da Essential demonstra claros sinais de intermitências e instabilidade dentro da jovem startup. Antes de aceitar o cargo em dezembro passado na empresa de Andy Rubin, Wallace foi um dos responsáveis pela campanha da Samsung, a “Next Big Thing” que tanto ajudou a Samsung a implementar-se fortemente no mercado norte-americano.

Contudo, e ainda segundo a Business Insider, a saída de Wallace não foi um caso isolado. Para além dele, Andy Fouché, listado no site da empresa como diretor de comunicações também abandonou recentemente a startup. Segundo o próprio, Fouché desempenhava funções de conselheiro para a Essential Phone.

Que imagem passa uma marca quando os próprios relações públicas a abandonam antes sequer do produto chegar aos mercados? A empresa de Andy Rubin apresentou o seu “Phone” – sim é mesmo esse o nome do produto – e pertence à empresa Essential, daí o nome Essential Phone.

O equipamento em si custará aproximadamente $700 dólares e resta saber como conseguirá competir neste mercado de gama alta extremamente competitivo. Mercado este que é completamente dominado pela Apple e Samsung.

Quando chega o Essential Phone?

O smartphone será vendido, desbloqueado, a partir do site da marca. A pré-venda já começou há várias semanas e as primeiras unidades começarão a sair dos armazéns durante o Verão. A marca norte-americana já conseguiu algumas parcerias, nomeadamente com a operadora Verizon, uma das mais populares naquele país.

Essential Phone
O seu aspecto é tão arrojado quanto as suas ambições

Contudo, é apenas uma de várias operadoras norte-americanas e a grande maioria dos consumidores ainda adquire os equipamentos através destas mesmas entidades portanto, pelo menos inicialmente, não será um equipamento muito fácil de encontrar. As vendas através da Verizon começarão este ano – note-se a falta de uma data concreta.

Características do Essential Phone

A nível de características técnicas temos o seguinte quadro:

  • Ecrã / Tela de 5.71 polegadas (85% do painel frontal)
  • Tecnologia LTPS IPS LCD
  • Resolução Quad-HD 1312 x 2560p, cerca de 504 ppc
  • Vidro Corning Gorilla Glass 5
  • Qualcomm Snapdragon 835
  • Gráfica Adreno 540
  • 4GB de memória RAM
  • 128GB de armazenamento interno
  • Sistema Operativo Android 7.1
  • Câmara principal dupla de 13 MP, f/1.9
  • Câmara secundária de 8MP
  • Bateria com capacidade de 3040mAh
  • Leitor de impressões digitais / sensor biométrico
  • USB do Tipo C
  • Bluetooth 5.0
  • Altifalantes duplos
  • NFC
  • Estrutura de titânio
  • Traseira em cerâmica
  • Acessórios magnéticos

A missão da Essential

Esta empresa pretende criar bem mais do que um smartphone. Por muito inovador que o Essential Phone possa ser, a marca revelou que estava a trabalhar num novo produto para as nossas casas. Chama-se “Home” – realmente os nomes são bem diretos, e trata-se de um hub (um centro de comunicações) que te permitirá sincronizar vários dispositivos e eletrodomésticos. Pretende conjugar as funcionalidades e garantir a compatibilidade com as várias assistentes virtuais como a Alexa, o Home Kit da Apple, entre outras.

Segundo Andy Rubin, esta plataforma para uma casa inteligente chama-se “Ambient OS”.

A empresa tem fundos em abundância, segundo a Bloomberg a empresa de Andy Rubin tem cerca de $300 milhões de dólares nas suas reservas portanto tempo e dinheiro são factores em abundância. Resta saber o que conseguirão fazer com estes recursos. Especialmente numa altura em que o mercado dos dispositivos móveis é essencialmente bicéfalo e extremamente hostil aos recém-chegados.

Qual a tua opinião sobre o Essential Phone?

Por ultimo, esta não é a primeira vez que vemos chefes e executivos a trocar de cargo ou mesmo de empresa portanto não façamos uma tempestade num copo de água. É certo que podem existir discórdias no seio da empresa mas com $300 milhões de dólares no banco a empresa não está em risco. As ideias poderão demorar um pouco mais a despontar, isso é certo e pessoalmente não creio que o Essential Phone seja inicialmente bem recebido.

O presente está atribulado mas acredito que o futuro do mercado mobile – parte dele pelo menos, passe pela Essential e pela sua visão da tecnologia. Ainda que algumas das suas ideias como a gravação de vídeo em 360º num smartphone possam parece um mero gimmick, um exibicionismo, acredito que a empresa nos vá surpreender daqui em diante. O Phone é apenas o primeiro e espero que não arraste toda a empresa consigo. Esperemos para ver o que o futuro nos reserva.

Outros assuntos relevantes:

Séries Netflix: terceira temporada de Narcos já tem trailer!

Motorola Moto X4 – Características, data e preços – Tudo o que sabemos!

Motorola: Saudades do Moto Gallery? Descarrega aqui a Galeria Motorola!

Viagsmarena
Fontebusinessinsider

Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).