Elon Musk e WhatsApp levam mais gente para o Signal

Abílio Rodrigues
Comentar

A aplicação de mensagens instantâneas Signal está a beneficiar de um aumento considerável de utilizadores e popularidade graças à polémica com as novas políticas de privacidade do WhatsApp. O facto do WhatsApp partilhar cada vez mais informações do seus utilizadores com o Facebook levou muita gente a estudar alternativas, com serviços rivais a crescerem em procura.

Outro factor que tem contribuído para este aumento de popularidade do Signal é Elon Musk, já que o homem mais rico do planeta tem recorrido às redes sociais para apelar à troca do WhatsApp pela aplicação menos conhecida.

Signal está a crescer graças à polémica que envolve o WhatsApp

Em apenas dois dias o Signal registou mais de 100 mil instalações. O fluxo de novos utilizadores está a ser de tal ordem que as mensagens de verificação necessárias para a validação de números e utilização do serviço estão a chegar com várias horas de atraso.

O Telegram é já uma aplicação mais popular que o Signal e durante estes mesmos dois dias assinalou mais de 2 milhões de instalações em todo o mundo. Em sentido contrário está obviamente o WhatsApp, com menos 11% de instalações num curto período de tempo.

Relativamente desconhecido até há bem pouco tempo, o Signal começa agora a apresentar-se como uma alternativa de peso para os que desejam manter a maior privacidade possível num ambiente online cada vez mais exposto ao risco.

Elon Musk apela à troca do WhatsApp pelo Signal

Use Signal

— Elon Musk (@elonmusk) 7 de janeiro de 2021

Quem também tem ajudado bastante o Signal a crescer nestes últimos tempos é Elon Musk, que tem recorrido às redes sociais para criticar as políticas do Facebook e incentivar as pessoas a instalar o Signal.

Nos últimos anos o CEO da Tesla e SpaceX tem criticado publicamente a companhia de Mark Zuckerberg. Recentemente, acusou o Facebook de ajudar a organizar a invasão ao Capitólio americano que aconteceu na semana passada.

Apesar de toda a polémica com o WhatsApp, as novas regras não se vão aplicar na Europa. No entanto, caso estejas a considerar abandonar a plataforma e trocar para uma alternativa temos um artigo que te pode ajudar nesse processo.

Editores 4gnews recomendam:

Abílio Rodrigues
Abílio Rodrigues
Apaixonado por tecnologia desde que montou o seu primeiro computador, continua em fase lua-de-mel com tudo o que envolva um processador e permita umas sessões videolúdicas.