Drones estarão tramados com este sistema que os destrói com um laser (vídeo)

Filipe Alves
Comentar

Os drones são cada vez mais acessíveis ao público e esse pode ser um problema geral. Ainda que as medidas governamentais queiram proibir os drones em determinadas localizações, ainda há quem as desrespeite.

Dessa forma, a empresa "Rafael Advanced Defense Systems Ltd" criou um laser que consegue derrubar qualquer drone. Não ao ponto de ficar imobilizado, mas de o destruir.

Vê o vídeo em que um laser destrói por completo 3 drones

Este laser tem uma capacidade única. Enquanto que o Governo Americano trabalha em drones com redes para apanhar outros, a empresa de Rafael decidiu ser um pouco mais precisa com a sua destruição.

O laser aquece o drone ao ponto de o destruir completamente e ficar imobilizado. Esta pode não ser a melhor solução para drones que pairam em cima de cidades, porém, é perfeito para drones que decidam interromper aeroportos. Tal como aconteceu no Reino Unido há uns tempos.

Laser alcança drones a 3 quilómetros

Drones

Na demonstração o laser é montado em cima de um carro e consegue abater 3 drones a uma distância de 3 quilómetros. O laser é preciso e consegue acompanhar as rápidas mudanças de direção que o drone possa ter.

De referir que ainda não há informações sobre a viabilidade do produto e não nos parece que possa estar à venda para o público em geral.

Drones com bom preço a ter em conta

Um drone não é uma arma, por muito que às vezes nos queiram passar essa mensagem. Se souberes o que fazes e cumprires com a lei, conseguirás tirar um enorme proveito de um gadget destes. Principalmente se és um amante de vídeo ou fotografia. Assim sendo, dá uma vista de olhos nos 7 melhores drones baratos e bons para comprar em 2020

Editores 4gnews recomendam:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.