Disney refuta rumores sobre a sua compra pela Apple

Rui Bacelar
Comentar

A gigante do entretenimento passa atualmente por uma fase má nas suas operações. A Disney não alcançou o sucesso desejado com os últimos filmes de animação lançados globalmente, entre outras vicissitudes que, por fim, ditaram o despedimento do anterior CEO, Bob Chapek. Mas poderá a Disney ser comprada pela Apple?

O novo CEO, Bob Iger, nome bem conhecido da empresa, foi rápido em refutar estes rumores. Ainda que a Apple tenha o capital para concretizar uma tal aquisição, sobretudo com o mercado a receber bem os seus produtos, a empresa de Tim Cook nunca teve tanto ímpeto (e capital à sua disposição) para executar um plano desta envergadura.

Bob Iger, novo CEO da Disney, refuta rumores de compra pela Apple

Disney

O "fundo de maneio" da Apple seria suficiente para investir numa empresa com as dimensões da Disney. Aliás, temos observado diversos rumores nesse sentido, bem como alguns mais caricatos como a possível aquisição do clube de futebol Manchester United. Porém, ao que tudo indica, tanto a compra da Apple como a do antigo clube de Cristiano Ronaldo são duas grandes mentiras.

Note-se, porém, que não seria a primeira vez que a Apple estaria envolta em aquisições peculiares. Aliás, o mesmo pode ser dito também da Disney que, nos últimos anos, tem adquirido vários estudos de peso de modo a reforçar o seu império de entretenimento em várias frentes. Em simultâneo, enfrentam também, com sucesso, a hegemonia da Netflix com o seu Disney Plus.

Antigo CEO foi demitido por fracassos financeiros da Disney

Disney Bob Chapek
Bob Chapek, antigo CEO do grupo The Walt Disney Company.

Chapek ocupou o cargo de CEO do The Walt Disney Company entre 2020 e 2022, anos de pandemia que trouxeram as suas amarguras aos mais variados setores. Porém, foi também o período de franco lançamento e crescimento da plataforma Disney+.

O regresso de Bob Iger foi acompanhado do rumor "A Apple vai comprar a Disney". Algo que foi rapidamente refutado pela gigante do entretenimento, sem se aprofundarem em explicações.

Note-se que a resposta proveito do próprio CEO da Disney, questionado diretamente sobre a possibilidade, a sua resposta foi sucinta, um rotundo "Não".

Bob Iger, CEO, garante que a Disney não será comprada pela Apple

Filled with gratitude and excitement to be back @WaltDisneyCo! pic.twitter.com/HJYs0FAOVR

— Robert Iger (@RobertIger) 28 de novembro de 2022

Apelidando estes rumores de "pura especulação", Iger não lhes deu muita atenção. Aliás, o executivo afirmou que este tipo de hipótese não tem o mínimo de cabimento, pelo que nem imagina como é que tais rumores começaram.

Porém, esta tese circula na Internet há alguns anos, sem nunca terem sido avançadas provas nesse sentido. Ainda assim, Iger afirmara em 2019 que, se Steve Jobs fosse vivo, a hipótese de unir ambas as empresas era plausível.

Em suma, parte da génese destes rumores deve-se ao próprio CEO da empresa, uma vez que tanto Jobs como Iger eram amigos próximos, tal como avança a publicação Winfuture.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. Ocupa-se com a atualidade tecnológica na 4gnews. Email: ruibacelar@4gnews.pt