Depois do iPhone, é o iPad a sofrer subida de preços em Portugal

Bruno Coelho
Comentar

Em setembro a Apple apresentou os iPhone 14 sem grandes novidades de relevo. E uma das grandes novidades acabou por ser, pelo menos na Europa, a subida dos preços dos smartphones da Apple.

Numa conjuntura desfavorável, a inflação e a desvalorização do euro face ao dólar acabaram por contribuir para que, embora estes produtos mantivessem o valor da anterior geração nos Estados Unidos, subissem (e bem) em Portugal.

Por exemplo, o iPhone 13 custava 929 € quando foi lançado, e o iPhone 14 (praticamente com as mesmas características) chegou por 1039 € ao nosso país. E se o iPhone 13 Pro Max custava 1279 €, o novo iPhone 14 Pro Max começa nos 1499 €.

iPad sofre aumento de 200 € da nona para a décima geração

O mesmo se passa com o lançamento dos novos iPad. O modelo base tem um novo design, mas sofreu um considerável aumento de preço. Se na nona geração o produto custava, em Portugal, 399 €, o novo custa 599 €. Isto a juntar-se ao facto de o modelo anterior continuar à venda, mas por 449 €.

O novo iPad Pro
O novo iPad Pro

Este aumento estende-se também ao iPad Air com processador M1. Este chegou a nosso mercado em março a custar 709 € na versão de 64 GB. Essa versão pode agora ser encontrada no site da Apple por 799 €.

iPad Pro agora começa nos 1079 €. Versão de 12,9 polegadas começa nos 1479 €

O aumento assume proporções ainda mais significativas quando a conversa se estende para os novos iPad Pro com processador M2. Se os anteriores modelos foram sempre vendidos por 929 € na versão base, não se pode agora dizer o mesmo.

Com a chegada do novo iPad Pro com processador M2, o modelo base sofre um aumento de 150 €. Assim, o iPad Pro de 11 polegadas começa agora nos 1079 €. A situação fica mais ridícula quando o iPad Pro de 12,9 polegadas com M2 começa nos 1479 €, bem perto dos 1529 € do MacBook Air com M2.

Parece que a conjuntura levou os preços da Apple para valores que muitos considerarão proibitivos. Com uma atualização dos MacBook Pro para breve, só podemos temer o pior. Não te espantes se os computadores da Apple forem os próximos a sofrer um aumento considerável de preços.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Colabora com a 4gnews desde 2017, e faz parte da redação desde 2019. Come especificações ao pequeno-almoço. brunocoelho@4gnews.pt