Depois da Netflix, Disney+ quer saber o porquê de partilhares conta

Bruno Coelho
Comentar

A partilha de contas com pessoas que vivem em moradas diferentes parece ter os dias contados em alguns dos principais serviços de streaming. No último trimestre, a Netflix perdeu 200 mil subscritores e ficou alerta para o tema.

Agora é a Disney+ que também se demonstra curiosa para saber o porquê de os seus utilizadores partilharem conta com outros que não vivem na mesma morada. E decidiu fazer um questionário.

Disney+ enviou questionário aos utilizadores sobre partilha de contas

Como revela o site espanhol Genbeta, a plataforma Disney+ terá enviado um questionário por email a alguns dos seus utilizadores. Este chega com a questão “Por que partilhas a tua conta Disney+ com pessoas de fora da tua morada?”.

Este é o questionário enviado pela Disney+ aos seus subscritores em Espanha. Crédito: Genbeta
Este é o questionário enviado pela Disney+ aos seus subscritores em Espanha. Crédito: Genbeta

Entre as opções de resposta, há várias alternativas sensatas. Ou os utilizadores não usam o serviço com regularidade, estes não querem pagar o serviço ou não têm acesso a conteúdos deste serviço através de outros serviços.

Netflix vai passar a cobrar mais a quem partilha conta utilizadores com outra morada

Com um questionário destes, os utilizadores ficaram imediatamente a especular a possibilidade de a Disney+ seguir os mesmos passos da Netflix. Isto porque a gigante do streaming pretende começar a cobrar mais a quem partilha conta nestas condições, e já começou os testes em algum países.

Partilhar a conta gratuitamente com utilizadores que não vivem na mesma casa será em breve um cenário difícil para os clientes da Netflix. E caso tal aconteça, as concorrentes devem seguir o mesmo caminho e a Disney+ parece já estar a apalpar terreno.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.