Cuidado! Google Play Store volta a sofrer com a subida das criptomoedas

António Guimarães
Comentar

A subida de valor da Bitcoin nas últimas semanas levou a um aumento de aplicações maliciosas relacionadas com criptomoedas. A Google Play Store está a testemunhar um aumento de apps programadas para roubar moedas aos utilizadores.

A empresa de antivírus e segurança virtual ESET encontrou duas aplicações do género. Uma delas é a Trezor Mobile Wallet, disfarçada da carteira virtual legítima, Trezor.

fake app trezor

Numa primeira análise, investigadores chegaram à conclusão que utilizadores do Trezor não são afetados. Mas a Trezor Mobile Wallet está ligada a outra aplicação chamada Coin Wallet e essa é claramente um esquema de roubo.

Portanto, a app falsa do Trezor acaba por ser uma porta de entrada para as actividades maliciosas. A ESET acrescentou ainda que a aplicação falsa aparece em segundo lugar nos resultados de pesquisa, atrás da app legítima.

Na Google Play Store, a Trezor Mobile Wallet mostra imagens iguais à app original. Estando presente na loja de aplicações com o mesmo design, utilizadores são enganados mais facilmente.

Assim que instalas a app, o perigo começa

Após a instalação da aplicação maliciosa, o utilizador é remetido para um ecrã de registo e login. Este ecrã é utilizado para phishing, ou seja, recolha de dados do utilizador, para fins ilegais. Tudo o que for inserido é enviado para os servidores dos criminosos.

A aplicação Coin Wallet é ainda mais nociva pois não recolhe dados, apenas as criptomoedas do utilizador. Em vez de depositar os fundos na carteira virtual, os mesmos são desviados para a carteira dos hackers.

Este tipo de esquemas são fáceis de criar, infelizmente

A pesquisa da ESET também revelou que estas apps foram feitas com templates online que podem ser comprados por 30 ou 40 euros. Os hackers podem posteriormente alterar os templates a seu gosto e enganar utilizadores.

A Trezor Mobile Wallet e Coin Wallet parecem ter sido removidas da Google Play Store, de momento. Mesmo assim, o tempo que estiveram ativas pode ter sido suficiente para recolher dados ou roubar criptomoedas aos utilizadores mais ingénuos.

Comentar
António Guimarães
António Guimarães
Juntamente com os seus atuais companheiros Mi A2 e Surface Go, batalha para elucidar as massas sobre todos os acontecimentos da esfera tecnológica. "Informação é poder" é a frase que o acompanha diariamente. Talvez um dia a coloque numa t-shirt.